Saramago

18 jun

“Não sou pessimista. O mundo é que é péssimo.”

Ainda esta semana pensei “Estou devendo um post sobre os livros de Saramago que tenho lido”. Li o primeiro livro de Saramago ano passado. Comecei com As Intermitências da Morte, segui com Ensaio sobre a Lucidez, depois com Ensaio sobre a Cegueira, Evangelho Segundo Jesus Cristo, que terminei essa semana, e vou começar a ler Caim. Em outro momento colocarei minhas impresões e sentimentos ao ler os livros.

Me apaixonei pelo jeito dele de escrever: escrita corrida, quase sem postuação e parágrafos. E também pelas suas idéias e pela coragem de expô-las. Crítico, ora direto ora sarcástico.

Ainda essa semana estava lendo seu blog, Outros Cadernos de Saramago.

Nasceu em 1922, em Portugal, não chegou a concluir o segundo grau por dificuldades financeiras. De serralheiro mecânico, desenhista, funcionário público, editor, jornalista… a escritor ganhador do prêmio Nobel em 1998. Morava nas Ilhas Canárias com sua esposa, desde que seu livro O Evangelho sobre Jesus Cristo foi retirado da lista de concorrentes ao Prêmio Literário Europeu pelo então subsecretário da cultura, em 1993; fato que fez com que ele deixasse Portugal. Morreu hoje, aos 87 anos, de “falência múltipla de órgãos, após prolongada doença (leucemia)”.

Acho que todos nós perdemos muito com sua morte: a ausência de uma mente aguçada e desafiadora, que nos fazia pensar, refletir.

“Tenho uma mentalidade cristã. Os valores dele [do cristianismo] estão em mim empapados. Eu só penso em Deus para criticá-lo, para tentar mostrar o absurdo duma crença que não resolve os nossos problemas, que promete para não se sabe quando.  Ou felicidade eterna, ou castigo eterno: este é outro absurdo. Que crime podemos nós cometer, ou faltas, para que sejamos castigados por toda eternidade no inferno? Isso é absurdo! Nenhum deus inventaria isso, é preciso uma cabeça humana para inventar todas essas coisas.”

Leia outras frases de Saramago aqui.

Leia uma de suas últimas entrevistas aqui.

Anúncios

Uma resposta to “Saramago”

  1. poetamatematico 18/06/2010 às 16:30 #

    Foi realmente uma grande perda…

    Infelizmente também o conheci muito tarde

    Li o Evangelho, História do Cerco de Lisboa e A Caverna

    Foi mesmo! :S

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: