Arquivo | novembro, 2008

Mil Casmurros

29 nov

Que eu sou mega-fã de Machado de Assis, vocês já ficaram sabendo aqui! _ e, a propósito, a exposição foi prorrogada até março de 2009. Eu vou!

O que nem eu sabia até poucos dias, e que através do Gravata e do Brainstorm tomei conhecimento, era da existência da ação Mil Casmurros.

O livro Dom Casmurro foi dividido em 1000 trechos e cada pessoa pode ir lá no site e gravar um pedacinho do livro.

O projeto foi criado para divulgar a minissérie Capitu, baseada no livro Dom Casmurro, que estréia na Globo dia 09 de dezembro.

Se a minissérie será tão boa quanto o livro, eu não sei_ assim como não sei se Capitu traiu ou não Bentinho. Só sei que achei a idéia de divulgação muito boa (parabéns às agências envolvidas!) e adorei participar um tiquinho dessa leitura coletiva.

Você pode ver minha breve participação aqui, antecedendo as leituras de Soninha, Angélica e Regina Duarte! 😀

Participe você também!

Cuidado com a sua voz!

12 nov

Havia prometido aqui para a Eva que meu próximo post da coluna Fala, tia Fono! seria sobre cuidados que podemos ter para não abusar da voz. Mas, como ela é uma menina chique (estava nas “Oropa”) e como a regularidade dessa coluna não é lá essas coisas, falei sobre amamentação em agosto e, agora que ela voltou, vamos ao prometido.

Começando do começo: como a voz é produzida?

Bem, a voz é produzida através da participação de vários sistemas do organismo humano, em especial os sistemas respiratório e digestivo. A voz é emitida em função da corrente de ar que é fornecida pelos pulmões. Este ar passa pela laringe permitindo a vibração das pregas vocais. O som produzido pelas pregas vocais é amplificado por “caixas acústicas” naturais, formadas pela laringe, boca e nariz. Por fim, esta voz é articulada na boca, tornando-se fala.

ppvvA primeira imagem (acima) mostra as pregas vocais abertas, posição habitual durante a respiração. Na segunda, elas estão em contato, o que ocorre durante a fala.

Se durante a fala as pregas vocais entram em contato, você pode imaginar o que acontece quando gritamos? Sim, elas atritam violentamente. E, se tal abuso (no caso, o grito) persistir, as pregas vocais podem ficar “inchadas” (com edema*), ganhar lindos nódulos** ou belos pólipos*** e sua voz pode ficar rouca e soprosa (quando o ar escapa junto com a voz, devido ao fechamento inadequado das pregas vocais).

ppvvfotosA primeira foto superior (a) mostra as pregas vocais sem alterações; a segunda (b), um edema*. A primeira foto inferior (c) mostra nódulos** nas duas pregas vocais; a segunda (d), pólipo*** em uma prega vocal. Fotos a, c e d por José Constante.

O diagnóstico é feito sempre por um otorrinolaringologista, e o tratamento, por um fonoaudiólogo. No diagnóstico, o médico pode se valer de exames com nomes complicados como a nasofibrolaringoscopia, que nada mais é do que introduzir uma sonda com uma micro-câmera pelo seu nariz e levá-la às pregas vocais. No tratamento, geralmente rápido, o fonoaudiólogo deve conscientizar o paciente quanto aos abusos e mau-usos vocais, ensinar exercícios para a melhora da voz e propor estratégias para evitar o mau-uso vocal. Caso a alteração vocal persista após o tratamento, o paciente retorna ao médico, que vai decidir se o caso é cirúrgico ou se necessita de mais sessões fonoterápicas.

Parece bobo pensar que o fono deve orientar o paciente a não abusar de sua voz, mas, na verdade, esse é o principal trabalho! Caso o paciente não mude alguns hábitos nocivos no seu dia-a-dia, sua voz nunca irá melhorar em definitivo! Se, após o término da terapia, ele decidir retomar seus antigos (maus) hábitos, é certo que seu problema vocal voltará.

Vamos, então, a algumas dicas para que você possa cuidar melhor da sua voz:

1. Evite fumar – o fumo é altamente irritante. A fumaça age na mucosa do trato vocal, o que faz surgir um depósito de secreção provocando o pigarro.

2. Evite bebidas alcoólicas, principalmente enquanto estiver usando a voz profissionalmente – as bebidas permitem uma anestesia dos tecidos com a conseqüente perda de sensibilidade e um provável abuso vocal.

3. Cuidado com o ar condicionado – muitas pessoas são sensíveis ao ar condicionado pois ele pode provocar um ressecamento da mucosa do trato vocal.

4. Evite o pigarro e tosses freqüentes – eles podem facilitar o aparecimento de alterações nas pregas vocais, devido ao grande atrito causado na mucosa.

5. Evite roupas apertadas – algumas roupas pressionam a região do pescoço (gravatas apertadas, golas altas, lenços, etc.) e do abdômen (corpetes, cintas, etc.), limitando a livre movimentação da laringe e do diafragma.

6. Beba água – a ingestão de 2 litros ao dia pode reduzir a viscosidade do muco da laringe.

7. Evite pastilhas refrescantes, principalmente enquanto estiver usando a voz profissionalmente – elas são como anestésicos e podem permitir o abuso vocal.

8. Ingerir maçãs antes de utilizar a voz como atividade profissional é bom devido suas propriedades adstringentes.

9. Mantenha uma boa postura corporal, possibilitando a movimentação da laringe e a projeção adequada da voz.

10. Evite gritar ou falar por muito tempo para não provocar fadiga vocal.

11. Quando fizer uso prolongado de sua voz faça um repouso vocal de pelo menos 30 minutos, para poupar a musculatura fonatória e irrigar as pregas vocais.

12. Faça aquecimento e desaquecimento vocal antes do uso profissional da voz (exercícios obtidos com um fonoaudiólogo ou professor de canto devidamente qualificado) para obter uma melhor projeção vocal sem abusar das pregas vocais.

propvoz1

Vida em tópicos

5 nov
“Casas entre bananeiras/ Mulheres entre laranjeiras/ Pomar amor cantar
Um homem vai devagar./ Um cachorro vai devagar.
Um burro vai devagar./ Devagar… as janela olham.
Eta vida besta, meu Deus.”
Drummond

Eta, que faz dias que não entro aqui… tá tudo uma correria só e eu doida pra escrever coisas, contar coisas, ler blogs… trabalhar, que é o que dá dinheiro (???) não tô muito a fim não… risos…

  • Marido conseguiu emprego após um mês e meio sem (ufa!).
  • Marido passou no vestibular (vencemos mais uma batalha, não?).
  • Passou nosso aniversário de casamento_ fizemos Bodas de Papel! Sim, já faz um ano. Mas como sou o homem da relação (leia-se, insensível em alguns pontos e quem deixa a toalha e a calcinha molhadas em cima da cama), ao invés de programar algo mega-romântico, chamei amigos para assistir a sessões de filme nacional no cinemark a dois reais cada_ vi, sozinha, Ensaio sobre a cegueira e vimos Os Desafinados e Meu nome não é Johnny (gostei, mais do primeiro e do último). Marido deu bronca, com razão, mas o final de semana promete, o sábado será só nosso.
  • Tenho analisado meus pés e minhas mãos… estão mais ruguentos, com aparência de pele de elefante centenário. Achei que fosse demorar anos para ter rugas nas mãos e pés… eram tão lisos… Vai ver os anos passaram e eu não vi, o que é mal. Vai ver é falta de um tratamento intensivo a base de hidratante.
  • Tenho sentido muita dor no estômago e no fígado, mais do que o normal. Passando mal do nada. Preciso de um gastro.
  • Acho que ando ansiosa com as coisas… o futuro me angustia. Besteira. Melhor curtir o presente. Carpe diem.

Não faz mal que você não tenha entendido nada. Daqui a uns dias coloco post decente aqui, tá?

Eta, vida besta, meu Deus!

Curtindo a vida adoidado

Curtindo a vida adoidado...