Que tal alugar uma vida?

16 out

Fiquei pasma ao saber que aluga-se (ou seria alugam-se?) cachorros. Para serem seguranças de empresas ou residências.

Imagine como fica a cabeça do cachorro! Uma hora com a família X, outra semana na empresa Y… sem vínculos afetivos estabelecidos.

Quando ele adoece, quem cuida? O canil que alugou? A pessoa que contratou os serviços? Ninguém, é a resposta mais coerente. Ninguém se sente responsável.

E quando o cachorro fica idoso, inapto para o “serviço”? O que você acha que o canil faz com ele? Abandona ou sacrifica, na maioria dos casos.

Estou estarrecida! O.o

Cachorro não é um objeto, é um ser vivo! Isso deveria ser proibido, como já foi em Curitiba!

Leia a reportagem completa aqui.

Anúncios

14 Respostas to “Que tal alugar uma vida?”

  1. Fefa 17/10/2008 às 0:06 #

    É um ser vivo que merece todo cuidado do mundo! É o que eu sempre digo, tem gente que não vale um bicho!!!!!

    Verdade!

  2. Pecus 17/10/2008 às 11:00 #

    O problema é o abuso. Penso que o uso profissional de animais domésticos dignifica os bichos, como os cavalos de lida e transporte, os cães-guia e os farejadores da polícia. Melhor do que a relação doentia de dependência mútua que algumas pessoas desenvolvem com seus cães.

    Hmm… concordo que o problema é o abuso. Mas não concordo que o trabalho “dignifica” os animais. Não me importo que os animais trabalhem, mas não concordo que sejam explorados e recebam maus-tratos.
    Obrigada pela visita e volte sempre!

  3. Christian Gump 17/10/2008 às 16:01 #

    Eu acho que isso entra claramente no “abuso” citado pelo Pecus… mas não entendo o que seria relação “doentia” com cães. Gostar do seu cão é doentio, e eles só servem se nos forem úteis? Não sei se é isso, mas se for é uma pena que alguém não entenda o grau de amizade que se é possível ter com um cão – o amigo que nunca trai.

    Sobre o assunto do post, é um absurdo. Na minha opinião, isso se enquadra claramente em “meus tratos a animais”. 😦

    Se enquadra sim! Tanto que essa prática já foi proibida em algumas cidades!

  4. Cily 18/10/2008 às 20:56 #

    Que coisa horrível!

    Absurdo.

    Pois é, pois é!

  5. rogerio 19/10/2008 às 11:25 #

    olá!!
    primeiramente, obrigado pela visita e o comentário no cronicato!
    =)
    quanto à matéria, olha, eu fiquei aborrecido, mas lembrei que há gente, humanos eu digo, que servem também de damas ou senhores de companhia à idosos, ou pessoas que necessitem de algum tipo de auxílio e não dispõe de ninguém. pensando assim, os animais, mais uma vez, cumprem brilhantemente o seu papel, com humildade, para auxiliar o homem em sua jornada. agora, pensando pelo lado comercial, é claro que é uma atitude condenável. vidas de alguel? um animal precisa demais de uma referência de ‘tutor’, alguém que ele reconheça como responsável por ele, alguém que o animal possa amar e ter de volta o amor dedicado. de qualquer forma, há relações bem mais condenáveis, especialmente, das pessoas que têm animais e os tratam mal, sem amor algum…

    Concordo que o animal possa auxiliar o homem em suas tarefas, desde que seja bem tratado, corpo e alma!

  6. Patrícia Carvoeiro 19/10/2008 às 15:56 #

    Meu Deus, que absurdo, Marília. :/

    Acabei de brincar muito com meu pastor alemão Edge e com meus gatos e ler isso me deixa super triste.

    Também tava relendo a Suzi e achei este texto, que eu tinha adorado (tem comentário seu lá): http://www.interney.net/blogs/suzihong/2008/01/18/voce_ja_abracou_o_seu_pet_hoje/#comments

    Olha só! Não me lembrava desse texto! Adorei relê-lo! Obrigada!

    Cada dia mais me chateio com certas atitudes vindas dos humanos. 😦

    Eu também, viu? A cada dia mais…

  7. fina flor 20/10/2008 às 1:13 #

    é realmente um absurdo!!!

    que pena dos bichinhos =/

    beijos e boa semana, querida

    MM.

    Bota absurdo nisso! Bjos!

  8. Guigo FG. 21/10/2008 às 13:45 #

    É comum. Outro dia fui em alguns canis e em todos eles tinham cães de guarda para aluguel, cães abandonados (que os donos continuavam pagando a eterna hospedagem), etc. Olha, eu adoro animais, não os crio como se fossem gente, crio como seres vivos que são, com respeito e cuidados. Mas essas coisas já são demais, coitados.

    Essas coisas extrapolam, né? Nenhum ser vivo merece tal des-tratamento!

  9. Sabrina Mix 23/10/2008 às 22:53 #

    Oi, Má!

    Realmente um absurdo isso. Detesto pessoas que dispõem das vidas dos animais como se não representasse nada de especial.

    Beijos e sucesso!!!

    Afinal, é uma vida, né? Obrigada pela visita e volte sempre!

  10. Charô 24/10/2008 às 10:29 #

    Não fique. Se cachorro pode ser hmanizado parao bem, também pode pra esse tipo de coisa. Infelizmente.

    Ah, mas eu fico. Não me conformo! 😦

  11. jujudeblu 27/10/2008 às 10:24 #

    Nussa!!!

    É verdade, não devia ser permitido!
    Mas eu fico pasma quando conheço pessoas engajadas com questões dos “animais”… é algo louvável mesmo!

    E o seu cãozinho, como está?

    Beijujukas!

    Minha “cã” está linda e fofa como sempre! 😉 Bjos!

  12. ana p. 29/10/2008 às 20:00 #

    Teve um comentário aí que lembrou das pessoas humanas que servem como dama de companhia e blá blé blí. Existe uma diferença: essas pessoas humanas, se adoecerem ou qquer coisa do naipe, tem como procurar ajuda, ou tem alguém que irá ajudá-la, que irá saber quando ela não está bem e tudo mais.

    Quando você não cria um relacionamento com o cão, você não percebe as diferenças de comportamento, e se vc só contrata o serviço desse bixim lindo diDeus, vc num tá nem aí quando ele estiver doente, e ninguém tb vai estar aí. Uma pessoa humana consegue se virar, um cão não.

    É exatamente aí que está a questão!

    De qquer forma… infelizmente ainda é mto grande o número de pessoas humanas que acham que somos nós, os humanos, a raça superior e que todas as outras têm que ser subjugadas a nós. Complicado isso.

    Tem muita gente “se achando”, né? Enfim…

  13. gustavo piso 02/11/2008 às 20:45 #

    Marília Zannon,

    de volta ao seu blogue…

    Oba! 😉

    Também fico triste com as pessoas que tratam os animais como se fossem objetos, como se estes não fossem um amigo, um companheiro do dia a dia, mas seus escravos. Ninguém é obrigado pegar animal, só deveria pegar quem tem realmente amor por eles.

    É isso aí!

    Em minha cidade tem um vereador que distribuiu varias faixas pelos bairros com o dizer ” animal não é brinquedo, sente fome, dor e medo.
    Alem dessas faixas, o município tem um centro de zoonose que cuida dos animais abandonados e todos os sábados ficam expostos para adoção.

    Puxa, que legal a iniciativa do vereador!

    fugindo do assunto, adoro a forma que você comenta os recados.

    Ah, muito obrigada e seja sempre bem-vindo! Abraços!

    abraço e boa semana!

  14. Tiago 03/11/2008 às 7:54 #

    Sempre bom voltar aqui.

    😉 Obrigada!

    Revoltante, uma imagem feia a nós todos!
    Não só pelos cachorros mais há em muitos lugares a prática do aluguel
    de outros animais, como os cavalos.
    As leis são fracas, são sem foco, como em muitos casos a sociedade não cobra por melhorias naquilo que não os atingem de maneira exata.
    Pena!

    E os animais de circo, então? Uma tristeza…

    Beijos

    Beijos! Adorei a visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: