Aleitamento Materno e Fonoaudiologia

6 ago

O que é mais adequado para um bebê quanto à necessidade de nutrientes como água, gordura, proteínas e vitaminas? O que fornece anticorpos para proteger os bebês de diversas doenças? O que dá imunidade para a criança, prevenindo-a de diarréia, otite, pneumonia e alergias? E ainda está interligado com seu desenvolvimento crânio-facial? O que aproxima o bebê da mãe, ao fortalecer a união familiar e desenvolver aspectos emocionais? O que traz alegria, tranqüilidade e interatividade para a criança? E também proporciona melhoras no desenvolvimento psicológico, de aprendizado e acuidade visual do bebê?

A resposta é idêntica para todas as questões: aleitamento materno, aponta a fonoaudióloga Lilian Cristina Crotrim. “No entanto, apesar dos inúmeros benefícios, muitas mães não possuem informações claras sobre amamentação. A nutrição adequada nos primeiros anos de vida previne doenças e possibilita tanto o crescimento físico como o mental adequados. Para as mães, a regressão do útero é mais rápida, previne câncer de ovário, útero e mamas e diminui o risco de hemorragia e de anemia pós-parto”.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) estima que o aleitamento materno exclusivo e até o sexto mês de vida pode evitar, por ano, 1,3 milhão de mortes de crianças com menos de cinco anos em todo o mundo.

“O aleitamento fornece nutrientes, calor e carinho essenciais na primeira hora pós-parto”, defende Lilian. “Isso acaba sendo o diferencial. A observação da pega e sucção do recém-nascido nesta primeira hora poderá resultar na detecção precoce de problemas, os quais poderão acarretar um aleitamento materno inadequado”.

A atuação fonoaudiológica se dá também no apoio à população, com a transmissão de informações acessíveis para resolver seus problemas, prevenir e tratar as eventuais intercorrências da lactação. “Começa pela atuação em bancos de leite, para favorecer a estocagem e a substituição de leite a bebês com mães ausentes ou sem possibilidades de amamentar; auxílio, nos consultórios, de pega e avaliação de sucção do recém-nascido para efetivar o aleitamento materno; estudos de alternativas de alimentação e ações terapêuticas para promover qualidade de vida (como o método Mãe Canguru); orientações focais quando identificada a dificuldade na amamentação; e acompanhamento do aleitamento materno nas diferentes faixas etárias de zero a dois anos em ambulatórios de amamentação”.

Em uma perspectiva de saúde coletiva, a fonoaudióloga Luciana Wolff Garcez ainda nota muita falta de informação sobre a importância do aleitamento materno. “Faltam ações de impacto, de promoção… As mães até ouvem que é importante amamentar, mas não têm conhecimento real das razões, da verdadeira necessidade e importância. Isso se aplica principalmente ao Aleitamento Materno Exclusivo (AME), que não é tão valorizado. Fico impressionada com a quantidade de mães que ainda oferecem leites artificiais ou chás nos primeiros meses, pela crença de que seu leite não é suficiente. Se houvesse atenção maior durante o pré-natal, talvez essas mães tivessem suas dúvidas esclarecidas e, sobretudo, teriam maior consciência sobre a importância de amamentar”.

Post baseado em entrevista publicada na Revista de Fonoaudiologia.

Anúncios

10 Respostas to “Aleitamento Materno e Fonoaudiologia”

  1. GUILHERME PIÃO 06/08/2008 às 18:14 #

    Verdade, o leite materno é o começo de uma vida sadia.
    Pena que muitas mulheres para não estragar (elas que pensam)os seios evitam amamentar os filhos (pura ignorância).
    É isto ai, tem que divulgar sempre…LEITE MATERNO É VIDA SADIA…
    Abraços

    Abraços e obrigada pela visita!

  2. jujudeblu 07/08/2008 às 16:12 #

    Eita, quanta informação bacana, hein?!?!

    E vejo o quanto vc é dedicada à sua profissão! Que legal, amiga!

    Beijocas… [to pensando ainda se vou ou não ter filhos, e se tiver, já tenho vários argumentos para que eu amamente! hehehe]

    E não é? Beijos!

  3. Sonia Regly 07/08/2008 às 22:39 #

    O bebê que mama no seio é mais saudável e feliz. Têm uma postagem lá que eu gostaria de saber sua opinião.Sobre a violência nos jogos eletrônicos.Obrigada!!!!

    Opa! Logo apareço por lá!

  4. Sonia Regly 09/08/2008 às 11:23 #

    Amiga,
    Hojesábado, vou segurar minha filha para linkar seu Blog.Eu ainda não sei linkar, por isso ainda não fiz isso.Seu Blog é bom e atual.Beijinhos.Têm mais um lindo selinho para voce!!!!!

    Imagina! Obrigada pela sua atenção e pelas visitas! Beijos!

  5. Luma 11/08/2008 às 15:04 #

    Alguns conceitos devem ser retomados dentro dos procedimentos de um consultório. Eu entendo o porque de um médico dar preferência a uma cesariana a um parto normal, mas a instruir uma mãe a não amamentar ou mesmo amamentar pouco, foge do conceito de preservar a boa saúde física e mental de mãe e filho. Ou melhor, da família toda, já que o filho estando bem, a mãe estará e consequentemente todo o resto da família.

    Apoiadíssima, Luma!

  6. Carla 11/08/2008 às 23:50 #

    Ma,

    a gente acompanha na Clínica da faculdade, junto com o pessoal da Nutrição, várias mães que chegam ali no décimo, décimo quinto dia de vida do bebê QUERENDO amamentar, mas sem saber como. Eu imagino quantas simplesmente não procuram ajuda, no único Banco de Leite da cidade ou na Clínica, e caem nessa de “meu leite não presta”.

    Isso me deixa muito chateada, mas sabe o que me deixa feliz? O único hospital que OBRIGA as mães a passarem pelas orientações do Banco de Leite antes de ganhar alta é justamente o hospital estadual. Ponto pra saúde pública.

    Bjos! =)

    Legal o interesse das mães e o incentivo do hospital! Beijos!

  7. Heloisa 15/08/2008 às 12:29 #

    Oi, Ma… Muito boa a postagem! Eu fico triste quando vejo uma mãe alimentando o recém-nascido com leite de lata! Meus dois filhos mamaram até os dois anos e antes dos seis meses não tomaram outro alimento, nem água! Por isso são saudáveis. Infelizmente muitas mamães não sabem da importância do aleitamento. Outras até sabem, mas preferem não amamentar. Que pena para os bebês! Tem mais: amamentar é de graça! Economizei uma grana quando meus filhos só mamavam.

    É uma pena para os bebês e para os pais, né?

    Obrigada pelas visitinhas, querida. Manda uma fotinha pra mim dos noivos do seu bolo de casamento, tá?
    Beijos.

    Também adorei sua visitinha! Já mandei as fotitas! Beijos!

  8. Jane Guterres 20/09/2008 às 20:24 #

    Olá
    Tudo bem?

    Nossa boneca é uma forma lúdica de ensinar e incentivar a amamentação, não existe no mercado nenhuma boneca que amamente, a industria já ensina as meninas a usarem as mamadeiras (simbolizando os tempos modernos onde a mãe “não tem mais tempos a perder alimentando no peito seu bebê”). Queremos ensinar desde cedo a importância deste puro ato de amor.

    Nossas bonecas são usadas em cursos de capacitação de enfermeiras, em cursinhos de gestantes, por profissionais de áreas da pedagogia, psicologia… Além de outras pessoas que as compra, pois compartilham desta idéia.
    Estou enviando algumas informações sobre nossos produtos:

    BIBI a boneca que ensina a amamentar! (cerca de 30 cm)
    Com a finalidade de mostrar a amamentação de uma forma lúdica, nossas bonecas ficam grávidas, têm seu bebê de parto normal e amamentam-no de forma carinhosa.
    Junto com cada Bibi acompanha sua historinha.
    São confeccionadas artesanalmente, por isso pode adaptar-se a sua preferência. Temos na versão: ruiva, loira, morena, negra, japonesa e índia. Os bebês acompanham as características da mamãe! (Esta boneca foi idealizada pelas Amigas do Peito)

    JÚLIA (Bibi Grande) (cerca de 70 cm)
    A Júlia tem a mesma função só é bem maior (cerca de 70 cm) ideal para grupos. O bebê bem maior é articulado, também mama, nasce de parto normal e possui cordão umbilical que o liga a sua mãe.

    MAMA DIDÁTICA
    Confeccionado em tecido resistente em tamanho e cores naturais.
    Tem função educativa no ensino da amamentação. Da uma noção visual de como procede ao ato de amamentar. Possui mamilo, mastite, nódulo e ainda é possível o trabalho do mamilo invertido, da ordenha além do ensino do auto-exame da mama!
    O desenho estampado, por baixo da capa, permite uma visualização do sistema de dutos mamários em cores vibrantes, artisticamente desenvolvidos, com base na literatura médica. Especialmente adaptado para o ensino dos procedimentos corretos e técnica para uma amamentação tranqüila.

    NOVOS PRODUTOS:

    BEBÊ EM TAMANHO NATURAL: EDUARDA
    Bebê em tamanho natural com ou sem orifício bucal: em três tamanhos e pesos:
    (valor: em torno de 1 Kg R$ 180,00)
    (valor: em torno de 2Kg R$ 250,00)
    (valor: em torno de 5 Kg R$ 380,00
    O peso permite que a futura mamãe tenha a noção de que realmente esta segurando um bebê.
    Todos possuem orifício na boquinha com a lingüinha onde a mama se adapta perfeitamente mostrando a pega, possuem ainda cordão umbilical.

    FETO:
    Com bebê de cerca de 23 cm: possui cordão umbilical, placenta.

    ÚTERO
    Este é o Útero com o Bebê de cerca de 47 cm, possui cordão umbilical partido em três partes. Simula perfeitamente um parto mostrando a placenta e a bolsa (tule branco), o líquido amniótico (tule azulado). Feito em tecido e tule

    FAMÍLIA: com 5 membros pai, mãe, bebê, (irmão e irmã)
    Com a intenção de mostrar a realidade de nossa gente resolvemos fazer as famílias todas misturadas. Como realmente somos. Você pode compor sua família escolhendo: uma mãe, um bebê, um pai e dois irmãos (menino ou menina) entre loiros, morenos, ruivos, negros e índios. Você mesma monta, conforme a realidade do local que vc trabalha, se quiser tb todos iguais não há problemas. Ex: todos negros, todos loiros, todos ruivos, todos morenos ou todos índios.

    JOSÉ E MARIA que está amamentando o pequeno Jesus

    SOFIA:
    A Boneca que Ensina Brincando. A criança aprende a fazer suas tranças, a dar nó, abrir e fechar velcro, abotoar, amarrar os sapatos, ensina qual é o lado direito e esquerdo…

    Maiores Informações:
    Fone: 051 33523156 Cel.: 0)51 93112253 Jane
    http://www.flordosul.bravehost.com flordosulbr@hotmail.com
    No Orkut pesquise como: AMAMENTAÇÃO BONECAS E MAMAS

  9. LEONICE ILEK 17/04/2010 às 21:22 #

    Boa noite

    Estava lendo sua matéria sobre aleitamento e achei interessante a boneca que tem a pega correta. Como faço para obter esta boneca, pois ministro o curso de aleitamento na minha cidade e irá acrescentar e motivar muito as mães.
    grata

Trackbacks/Pingbacks

  1. Cuidado com a sua voz! « Publicações – Vol. 3 - 30/11/2009

    […] nas “Oropa”) e como a regularidade dessa coluna não é lá essas coisas, falei sobre amamentação em agosto e, agora que ela voltou, vamos ao […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: