Arquivo | 0:12

A Batalha do Apocalipse

2 jun

Da queda dos anjos ao crepúsculo do mundo.

UPDATE (JULHO/2010): O LIVRO ACABA DE SER LANÇADO PELA EDITORA RECORD E ESTÁ À VENDA NAS MELHORES LIVRARIAS DO PAÍS!

UPDATE: A BATALHA DO APOCALIPSE EM PRÉ-VENDA!

UPDATE AGOSTO/2011: NOVO LIVRO DE EDUARDO SPOHR EM PRÉ-VENDA, FILHOS DO HÉDEN!

O Rodrigo comprou esse livro, de autoria de Eduardo Spohr, na Nerdstore, do Jovem Nerd.

Ele havia ficado interessadíssimo no livro apenas em ouvir um dos podcasts do blog, no qual eles comentam sobre a história do mesmo.

O livro chegou em casa e eu comecei a lê-lo antes do Rodrigo, por um motivo nada nobre: quando saí de casa, esqueci de levar a minha chave da porta. Como saí junto com o Rodrigo, e ele trancou a porta com a chave dele, nem me toquei. Resultado: fiquei sentada no hall de entrada do prédio, lendo o livro que acabara de me ser entregue pelo porteiro.

O livro já começa bem interessante. A narrativa é envolvente e leva você a sempre querer saber mais sobre o próximo capítulo (não li de uma vez, afinal, são 500 páginas e eu, infelizmente, não tenho o tempo todo livre). Mas o livro me acompanhava a todos os lugares (tive que disputar com o Rodrigo no início, mas depois, devido ao trabalho, ele parou de ler e ele ficou todo só pra mim!).

O livro trata da batalha do Apocalipse, de uma forma inusitada.

É sabido de todos (ou quase todos) que, segundo a Bíblia, Deus construiu o mundo em seis dias e descansou no sétimo. Pois bem. No livro, os dias são metafóricos; na verdade, cada dia dura milhares e milhares de anos (o que cruza um pouco com a teoria de evolução estudada nas aulas de biologia). E o sétimo dia de descanso iniciou assim que Adão e Eva foram criados e só terminará no Apocalipse! Ou seja, Deus está dormindo enquanto nós estamos aqui, curtindo e sofrendo as conseqüências de nosso livre arbítrio.

Antes de cair no sono, Deus deixou com os Arcanjos (são eles cinco irmãos: Miguel, Gabriel, Uziel, Rafael e Lúcifer) a tarefa de administrar o mundo durante sua soneca.

Com inveja dos humanos (meros bonecos de barro), alguns dos arcanjos queriam exterminar a raça humana a todo custo (daí vieram o dilúvio e a destruição de Sodoma e Gomorra). Miguel era o chefão dos arcanjos e ordenava tais desastres. Mas um grupo de anjos, descontente com essa tirania, se rebelou. Cometeram o erro de confiar a Lúcifer (que também parecia descontente) os planos da rebelião. Lúcifer os delatou, o que deu início a uma batalha no céu. Esses anjos, os Renegados, foram expulsos do Paraíso e condenados a viver na Haled (aqui, onde vivemos eu e você). Pouco tempo depois, Lúcifer e outros anjos que resolveram segui-lo, também se rebelaram contra Miguel; ao perderem, foram também expulsos do Paraíso e confinados ao Sheol (inferno, se preferir).

Os anjos renegados foram caçados e exterminados um a um, por ordem do arcanjo tirano. Apenas um sobreviveu: Ablon, o líder da revolução.

Após milhares de anos, passando por Babilônia, Império Romano, China, e outros lugares, Ablon estava no Rio de Janeiro quando o Apocalipse (o dia do despertar do Altíssimo) finalmente se aproximou!

Lúcifer, a Estrela da Manhã, convida Ablon para unir-se às suas legiões na batalha do Armagedon, a guerra que decidirá o destino do mundo!

Se ele aceitou ou não, você terá que ler para descobrir. Mas antes de chegar nesse ponto do livro, há várias outras histórias muito bem escritas e bem contextualizadas.

O livro não foi lançado por nenhuma editora, e está a venda apenas na Nerdstore.

Não, eu não ganhei nada com isso! Mas adorei o livro e resolvi compartilhar com vocês!

Quer saber mais? Entre aqui!

Anúncios