Ai, ai…

19 mar

Você já se sentiu um lixo alguma vez na vida?

Pois é; é assim que estou me sentindo.

Amassei a porta traseira do lado do motorista na coluna da garagem. O carro não tem nem um mês de uso. É zero. Era. Agora é um zero amassado.

Vamos trocar a porta e ele vai ficar lindão de novo (será?). Mas isso não consola minha tristeza. Não precisava dessa batida nesse momento (ou precisava? Será Deus escrevendo certo por linha tortas? Tenho minhas dúvidas.).

O fato é que, após anos sem dirigir, treinei a direção durante a lua-de-mel, em Gramado. E treinei indo ao pet shop levar a Lilo, aqui em Sampa.

Ainda não tinha tirado ele da garagem de casa. E ele precisava ser levado ao lava-jato (na mesma quadra de casa) porque a Lilo tinha vomitado no carpete. Perguntei ao Rô se ele queria que eu levasse. Ele disse que eu poderia levar. Esperei por um horário de menos trânsito. Mas nem saí da garagem. Saí com o carro muito fechado e muito rápido. A porta traseira se chocou com a coluna. Dei ré para voltar ao lugar, e o retrovisor caiu no chão. O.o

O retrovisor já está arrumado. Falta a porta. E a minha cabeça.

Sorte que tenho o melhor companheiro do mundo! Que me consolou, dizendo que merda acontece e que isso não deve servir para me deixar traumas e nem para me impedir de dirigir; que deve servir para meu aprendizado.

Ô vida!

————–

PS: Esqueci de avisar que tem post novo no Propaganda Sustentável.

PS2: Esqueci de agradecer publicamente ao Trotta pelo selo do blog (olhem ele na barra lateral), que ficou lindo! Obrigada!

Anúncios

12 Respostas to “Ai, ai…”

  1. jujudeblu 19/03/2008 às 18:35 #

    Nussa, é ruim mesmo essa situação, só que meu, num leva tão à sério, talvez seja uma ótima oportunidade pra vc não se apegar muito ao carro e se despreocupar um pouco dessas coisas da vida!

    Ó, fico feliz pelo carro novo e, meu, seu blog tá bem bacanão! agora vou bisolhar esse que vc falou ali no post…

    Bjão!

    Brigada, Ju! Acho que já estou melhor! Bjos!

  2. OgrO 19/03/2008 às 19:16 #

    E ele está super certo… merda acontece, não tem jeito. E ficar chateado não resolve nada. Bola pra frente, dirige mais e fica tranqüila! Quanto ao concerto ficar perfeito ou não, fica fria: como alguém que já teve sua justa quantidade de batidas/arranhões/atropelamento de cavalos posso dizer que fica como novo. Perfeito merrrrmo. Não esquente! 😉

    Assim espero! 😉

  3. Rodrigo Figueiredo 19/03/2008 às 20:57 #

    Aconteceu!
    E vai passar! É o que importa!

    Amém! Obrigada pelo apoio!

  4. Fefa 19/03/2008 às 21:27 #

    Não se sinta um lixo, Má! Essas coisas realmente acontecem e só nos trazem algum tipo de aprendizado.
    Não tem mesmo que ficar com trauma, não querer mais dirigir, nada disso. O carrinho vai ficar novo em folha e vc vai me dar mta carona pra casa 😀

    Beijo!

    Será que um dia vou saber dirigir de verdade? O.o

  5. gustavo 19/03/2008 às 21:54 #

    c’est la vie.. nem começei a dirigir ainda (faltam ainda umas 6 aulas práticas.. ) mas já sei como eh difícil….

    boa sorte na próxima… bom… coincidência um post sobre carro logo após outro sobre trânsito..
    hehe

    ate mais..

    Triste coincidência, né? Boa sorte pra você nas suas aulas!

  6. Márci 20/03/2008 às 8:17 #

    Ah…Essas coisas acontecem mesmo flor…relaxa.

    E sempre tenha em mente que as coisas poderiam ter sido ainda piores.

    Bjo se cuida !

    Poderiam ser piores mesmo! 😉

  7. Trotta 20/03/2008 às 15:53 #

    Era só o que faltava. Além de creditar sucessos ao homem, começar a culpar Deus pelos fracassos! Não caia nessa armadilha, Má. :/ Beijo!

    Mas quanta brabeza! Não tô culpando ninguém não! Lê lá direito! 😉

  8. Poeta Matemático 21/03/2008 às 21:38 #

    Ah, não se preocupe…

    Eu tb fiz isso…

    Mas não foi na garagem de casa…

    FOI NA DO MOTEL…

    Pense…

    Pense…

    Puzé

    Mas hj eu dirijo por aí adoidado

    Menos pra Motel

    Só de táxi

    Fiquei com trauma

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    hahahahahaha… ai, socorro, hein?

  9. Tata 24/03/2008 às 2:26 #

    Vamos lá, pra tentar te consolar. Eu dirijo bem, com toda a modéstia que me cabe. Sério. E já bati exatamente da mesma forma que você. Um amassadinho na lateral dianteira na coluna da garagem, manobrando que nem louca, atrasada pra sair. Já dei um beijinho num táxi, distraída (quando fui ver, bum! beijinho!). Raspadinha nas DUAS laterais traseiras, coisinha leve. De modo que a única parte do meu veículo que se mantém intacta até agora é o teto (ainda bem!). Reitero: eu dirijo bem. Juro!

    Viu? Num fica triste! 🙂

    É… parece que tenho que me acostumar com essas e outras batidinhas, né? Brigadim!

  10. neutron 25/03/2008 às 14:58 #

    É batendo que a gente aprende a dirigir, hehehe 🙂

    [quanto tempo que eu não passava por aqui…]

    Iria adorar aprender a dirigir sem precisar bater!! Fazia tempo mesmo!!

  11. japublicidade 08/04/2008 às 19:20 #

    Legal, estamos aguardando sua presenca noproximo evento!

    Quem sabe, né? Seria bom!

    Estou procurando por pessoas para escreverem no meus blogs (*500 blogs) e o maior portal da America Latina em termos de Blogs!
    Caso você tenha interesse por favor me comunique!
    Abracos

    Legal! Obrigada pelo convite! Vou te mandar um email! Abraços!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Um pouco de mimimi… « Publicações - Vol. 3 - 31/07/2008

    […] eu dirigi do centro velho até a Vila Mariana. Foi a primeira vez que peguei o carro depois da batida. E a primeira vez que fiz um percurso desse tamanho (esse ano, dirigi na lua de mel, naquelas […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: