Diário de Bordo – Lua-de-Mel – Parte II

11 mar

[Parte I]

Na terça-feira (dia 26/02), eu amanheci melhor! Ainda com as bolinhas no rosto, mas melhor no quesito saúde. Decidimos conhecer o Alpen Park, um parque com diversas atrações que prometem dar frio na barriga! Andamos de trenó elétrico (foi muito rápido, mas foi bem divertido, tinha horas em que parecia que iríamos sair dos trilhos!) e de tirolesa (foi uma sensação boa, quase como voar, mas que não se compara ao que senti pulando de bungee jump e do Hadikali, o skycoaster do Hopi Hari). Almoçamos na creperia Crepe Suzete e os crepes estavam simplesmente divinos! Passamos a tarde na cidade de Nova Petrópolis, vizinha de Gramado. Lá conhecemos uma araucária enooooorme, cuja idade estimada era mil anos! Também nos perdemos no labirinto da praça central (na verdade, não nos perdemos… Para chegar ao meio, fomos por lados opostos e eu me dei mal, cheguei ao centro, mas demorei mais que o Rô. Para sair, ele saiu correndo e eu fui atrás. E vi-o sabotando a saída e sabotei também! Hehehehe…). Visitamos o Parque Aldeia do Imigrante, que conta a história da imigração alemã, tendo inclusive réplicas de casas retratando o estilo de vida desses imigrantes. Nesse parque, comemos cuca de uva e de maçã (que é a tradicional) e cueca virada (é a mesma massa de bolinho de chuva, e adoro!!), feitos por uma senhora alemã! Estavam divinos!

Quarta-feira (dia 27/02) ocorreu o tão esperado passeio de Maria Fumaça! Fomos de carro até Bento Gonçalves e lá embarcamos no trem a vapor (não sem antes degustar alguns vinhos e suco de uva)! São 23 quilômetros de percurso e 1h e 30 min de duração. Durante o passeio, a festa é comandada pelo coral típico italiano, o show de tarantela, o teatro, o repentista e pelos gaúchos_ o que tornava a trajetória bem animada! A primeira parada acontece em Garibaldi, ao som de música gaúcha e italiana, com degustação de espumante e suco de uva. Nunca tinha ouvido a música La Bela Polenta, e achei-a o Ó do borogodó (o cara fazendo a coreografia é impagável!)! A segunda parada acontece em Carlos Barbosa, ao som de música italiana. Findo o passeio, todos os passageiros voltam de ônibus para Bento Gonçalves e assistem à apresentação Epopéia Italiana, que conta um pouco da vida dos imigrantes italianos, desde sua saída da Itália até a chegada ao Brasil. Confesso que me emocionei ao final… não sei se foi devido ao fato de ter escrito há poucos posts sobre a vinda de meus bisavós para cá, só sei que foi assim Para aproveitar a viagem, decidimos ir até Caxias do Sul, para a Festa da Uva. Almoçamos (às 17 horas) no shopping Iguatemi de Caxias e fomos para a festa. Por ser quarta-feira, o movimento não estava muito grande. Estava tendo uma demonstração de amassar-uvas-com-os-pés-à-modo-tradicional! Fiquei doida! Perguntei para o moço do stand se eu poderia subir na “bacia” e amassar uvas também. Ele entendeu que eu estava perguntando se eu poderia ver, e disse que sim. Em dois segundos, eu já estava eufórica, sem sandálias e com as calças dobradas. Aí o moço disse que eu poderia olhar, que não poderia subir, porque eu poderia cair e me machucar e tals… Fiquei com o maior bico! E nessa hora, o Rô estava encondidinho, morrendo de vergonha! Kkkkkkkk… (O Rô depois me disse que a gente poderia comprar umas uvas na feira pra eu pisar no banheiro de casa, eu topei a idéia_ e não era bem isso o que ele esperava ouvir. Tô esperando as uvas…).

Na quinta-feira (dia 28/02), acordamos tarde e, depois de um passeio por Gramado e Canela, almoçamos no Skillos Lanches. Comemos um Bauru no Prato muito saboroso (só fiquei braba porque o garçom tirou a alface da mesa antes que eu pudesse comê-la). À noite, fomos comer um Rodízio de Fondue no Restaurante Don Amaro. Primeiro veio o fondue de queijo, com pães e batata bolinha cozida (fica muito bom com batata! Hmmmm.) Depois, veio o de carne; são fatias cruas de lombo de porco, filé de frango e filé mignon, uma tábua de pedra sobre um fogareiro e 11 tipos de molho (tártaro, mostarda, alho, vinagrete, picante, uva, cebola caramelada – é bom, por incrível que pareça – berinjela, rosé, gengibre e raiz forte) _ nem acredito que lembrei de todos. E, por último, veio o de chocolate, com 7 opções de frutas (uva, abacaxi, laranja – essas três, unidas ao morango, são o quarteto fantástico pra mim –, banana, melão, maçã, mamão) e bolacha waffle. O lugar era muito bonito e fomos muito bem atendidos, mas devo concordar que o fondue que nós (eu+Ro+Fefa+Trotta) fizemos ano passado dava de dez a zero!!! Uhuuuu! Esse ano, quando fizermos, podemos incrementar com a batata bolinha e com mais frutitas…

Sexta-feira (dia 29/02), demos mais rolês pelas cidades e tomamos café numa cafeteria chique de Gramado. Conhecemos o Mini Mundo, que tem miniaturas de vários lugares famosos. Visitamos o Museu do Automóvel, que tem carros e motos antigos (é bonito, mas não achei taaaanta graça assim). Tomei chimarrão em minha própria cuia (me ensinaram como prepará-lo na pousada); é forte no começo, mas depois fica bem mais gostoso. À noite, fomos ao Cine Embaixador, local onde acontece o Festival Internacional de Gramado, assistir ao filme Gângster. O filme não é lá grande coisa, o cine também não, mas valeu mesmo assim! Depois do cineminha, fomos a um rodízio de pizza numa pizzaria indicada por uma amiga de trabalho do Rodrigo. Tem algumas pizzas boas e diferentes (torta de limão, chocolate branco com nozes, filé mignon com batata palha); mas devo dizer que a pizzaria da esquina de casa é melhor (bem que o pessoal da pousada recomendou irmos ao mesmo restaurante em que fui tomar a sopa…).

No sábado (dia 01/03), fomos ao Castelinho Caracol, uma construção alemã antiga em estilo enxaimel (o primeiro andar inteiro foi construído apenas encaixando as madeiras, sem pregos). E do forno a lenha da cozinha saía um apfelstrudel (apfel = maçã, strudel = torta) maravilhoso!!! Gente, que torta é aquela?! Vem acompanhada de uma bola de sorvete ou de nata. Gente, que nata é aquela?!?! Pra acompanhar a comidinha, tomei um chá de maçã. Gostamos tanto da bendita, que trouxemos um pedaço pra Sampa, que não durou um dia. Um pouco mais tarde, fomos ao Gramado Café Colonial. Gente, o que foi tudo aquilo? Vinha de tudo o que você imaginar: desde café, leite, chocolate, frios, pães e bolos, até vinhos, lingüiças, bistecas de porco, tortas… e ainda tinha a sobremesa! Fomos pra casa rolando. À noite, conhecemos a Cervejaria do Farol, que produz cerveja artesanalmente. O lugar é muito bonito e a cerveja é gostosa. E sim, tem um farol. E sim, subimos até o alto!

apfelstrudel

Apfelstrudel Clickaumentável

Domingo e último dia (02/03). Começamos o dia fazendo as malas! Que pena, a viagem estava terminando! Foi dureza despedir do pessoal da Pousada Encantos da Terra… após tantos dias eles tornaram-se companheiros (ainda mais nos tratando com tanto carinho, como eles fizeram). Saí de lá emocionada… Fomos novamente ao Castelinho Caracol para comer mais um pedaço de Apfelstrudel com nata (sei lá quando comerei-o de novo, mas sei que comerei, tenho certeza!). Almoçamos no StrudelHauss, um típico restaurante familiar alemão. Pedimos dois pratos de bifes de porco com molhos e recheios maravilhosos, que vêm acompanhados de spatzle (preciso falar pro tio alemão que o meu spatzle ficou melhor que o dele! Rá!). Experimentei a torta de maçã de lá, mas não chega aos pés da do Castelinho. Tomamos um café na Rua Coberta, em Gramado, e fomos nos encontrar com o seu Luís em seu escritório, embaixo do Galeto Itália. Ele nos levou até Caxias, ouvindo nosso papo sobre os passeios pelo caminho. Chegamos cedo ao aeroporto. Estávamos com medo de dar excesso de bagagem (pois tinha muitos sucos de uva, alguns vinhos, chocolate, torta de maçã, salame artesanal, queijo…); mas não deu! Ufa! Vimos o avião chegar da sacada do aeroporto. Embarcamos. Estava sentindo um misto entre saudades do lugar que estava deixando e saudades da Lilo. A segunda era maior. A viagem foi rápida: em pouco mais de uma hora já estávamos em São Paulo. Ao abrir a porta de casa, a Lilo veio correndo e saltitando nos receber! Eu até sentei em frente ao elevador! Nos abraçamos e festejamos até. Bom ter ela aqui.

  • Esse texto ficou bastante culinário, né? A gente deixou os tours gastronômicos para o final mesmo(devido à minha virose).
  • Durante nossa estadia lá, voltei a dirigir!! Uhuuu!! Ainda tô bem meia-roda, mas já é um início!
  • Jogamos baralho lá também (não poderiam faltar umas partidas de buraco). Após quatro rodadas, sendo as duas últimas repletas de acordos e trocas de cartas, o jogo terminou empatado. Bom sinal! Ninguém ganhou ou perdeu no jogo, tomara que nosso amor seja sempre assim também, bem nosso.
  • Por mais que eu escreva e tire fotos, jamais conseguirei passar pra vocês a emoção de cada parte da viagem, que será inesquecível e ficará a penas na minha memória!
  • Alguém sabe onde posso encontrar o melhor Apfelstrudel de São Paulo? Preciso ir lá desesperadamente.
  • Agradeço novamente ao meu tio e à Fefa, por terem cuidado da Lilo.
  • Quando pisar nas uvas aqui no banheiro conto pra vocês qual foi a sensação.
  • Preciso dizer que a Lilo devorou de madrugada a metade que havia sobrado do salame artesanal. Quase morri! E a danada nem passou mal! Affff…

Fotos do quarto dia: http://maroma.multiply.com/photos/album/65
Fotos do quinto dia: http://maroma.multiply.com/photos/album/66
Fotos do sexto dia: http://maroma.multiply.com/photos/album/67
Fotos do sétimo dia: http://maroma.multiply.com/photos/album/68
Fotos do oitavo dia: http://maroma.multiply.com/photos/album/69
Fotos do nono dia: http://maroma.multiply.com/photos/album/70

 

Anúncios

8 Respostas to “Diário de Bordo – Lua-de-Mel – Parte II”

  1. Fefa 11/03/2008 às 15:08 #

    Você deve ter pensado em algum momento enquanto escrevia esse post que eu ia ler e ficar com água na boca e doida de vontade de todas essas guloseimas descritas aqui, né?!? Cafés, vinhos, cuca, strudel, e tantas outras coisitas! Minha nossa!
    Agora quanto passeio gostoso, hein?

    Pior é que não pensei!! Mas EU fui ficando com água na boca! Hmmmm…

    Esse da Maria fumaça deve ser bem animado mesmo! Com cantoria e tudo, mto bom!
    Ah, minha mãe tinha um fornecedor de Strudel para o café, era bem gostoso, mas acho que não chega nem aos pés desse que vcs comeram.
    Bom que vocês se divertiram e curtiram esse momento tão especial. E que você vai guardar lembranças mto boas dessa data!
    Será que daqui uns tempos vocês vão me perguntar: “Fefa, quando foi mesmo que a gente saiu em Lua de Mel???” Hehe!
    Devo dizer que sinto saudades de estar com a Lilo todos os dias….:S
    Beijos!

    Será que a gente vai te perguntar?! Risos… Sempre que quiser pode vir vê-la!!! Obrigada por tudo! Beijos!

  2. claudia lyra 11/03/2008 às 18:01 #

    Nem acredito que tô perdendo esse diário!!! Vou ler tudinho com calma agora…

    Vale a pena!

  3. poetamatematico 12/03/2008 às 11:56 #

    Poxa…

    Q legal!…

    Cara, isso me faz ter planos pro meu casório tb…

    Vai demorar um pouco…

    Mas…

    Ah…

    Legal

    Uia! planos são sempre bons!

  4. Márci 12/03/2008 às 21:08 #

    Rapáááá !! Uffaaaa hein ! Quanta coisa ! Quanta diversão ! tudibom !!!

    MOrri de e]inveja quanto aoo rodízio de fundoue, vinho em bento Gonçalves e é claaaaro..a cerveja artesanal !!

    Que bom que aproveitaram !!! [não esquece de contar depois o lance das uvas no banheiro…rsrs…fiquei curiosa !]

    hahahahaha… podexá que eu conto!

  5. OgrO 14/03/2008 às 9:35 #

    Show! Bungee jumping?? Não sei por quê, mas não imaginava que vcs fizessem o tipo “esporte radical”… vc é toda meiguinha, e o Ro também… hahah

    Ui! Brigada pelo meiguinha! hehehehe… morro de medo dessas coisas, mas ADORO enfrentar esse medo!

  6. Carla 15/03/2008 às 23:37 #

    Marília,

    se você for pra Curitiba, coma o apfelstrudel do café que fica em frente ao bosque do papa. Também é muito bom. (Eu vivo a busca pelo apfelstrudel perfeito, e aquele ali só perde do da serra por causa da nata. Que é aquela nata, não?)

    =) Muito legal sua lua de mel. A Serra é uma delícia mesmo.

    Beijos.

    Sua terra é maravilhosa! Pretendo voltar várias vezes lá pra comer aquele apfelstrudel com aquela nata! E conhecer outras partes do Sul também! Valeu pela dica! Beijos!

  7. Trotta 17/03/2008 às 15:27 #

    Vc comeu CUECA virada?! O.o E eu até agora não vi a foto do Thriller. ¬¬’ Tô esperando!!

    Cueca virada é uma diliça!!! Quanto à foto, espera sentado! risos… 😀

Trackbacks/Pingbacks

  1. Diário de Bordo - Lua-de-Mel - Parte I « Publicações - Vol. 3 - 08/04/2008

    […] [to be continued] Publicado em: […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: