Lista de recomendacões

18 fev

Como vocês puderam perceber pelo post anterior, eu e o marido vamos sair em lua-de-mel (atrasados em relação ao dia do casório por n motivos). E como vocês também já devem saber, nós temos a Lilo, nossa filhota canina. Ela não vai conosco 😦 (por n motivos também). Então, preparamos uma listinha de recomendações, para quem se dispuser a ficar com ela seguir. Vamo a ela:

ALIMENTAÇÃO: Come três vezes ao dia, duas vasilhas em cada refeição. O copo de medida está dentro do saco de ração. Por favor, alimente-o quando você se levantar pela manhã e ao voltar do trabalho. Os vizinhos virão alimentá-lo no meio da tarde. Isso soma seis xícaras de comida por dia, mas se ele se mostrar faminto, dê-lhe uma xícara a mais. Como pode perceber, toda esta comida tem que sair por algum lugar. Veja CONTROLE DE COCÔ abaixo.

VITAMINAS: Toda manhã, damos um tablete de vitamina para cães. O melhor modo de ministrá-lo é simplesmente deixa-lo cair no chão e fazer de conta que ele não deveria comê-lo. Se ele achar que é proibido, vai degluti-lo. Se por acaso esse método não funcionar, você pode misturá-lo no meio da comida.

ÁGUA: No calor, é importante manter muita água fresca à disposição dele. Trocamos a água que fica ao lado de sua vasilha de comida uma vez por dia e jogamos fora se estiver acabando e colocamos uma nova. Atenção: ele gosta de meter o focinho na vasilha de água e brincar de submarino. Isto joga água para todo lado. Também a sua mandíbula retém uma imensa quantidade de água, que escorre ao se afastar da vasilha. Se você não tomar cuidado, ele vai secar a boca em suas roupas e no sofá. Uma última recomendação: ele normalmente se sacode depois de beber um bom gole de água, e sua saliva voa nas paredes, nos abajures etc. Tentamos limpar isso antes que seque, quando se torna quase impossível de tirar.

PULGAS E CARRAPATOS: Se você vir pulgas ou carrapatos no pêlo dele, você pode usar os sprays antipulga e anticarrapato que temos em casa. Também temos um inseticida que você pode usar nos tapetes etc., se você achar que eles estão se espalhando. As pulgas são pequenas e ágeis e difíceis de pegar, porém raramente atacam pessoas, nós descobrimos, então, eu não ficaria muito preocupado. Carrapatos são maiores e mais lentos e, de vez em quando, encontramos no pêlo dele. Se você encontrar um carrapato e tiver estômago para fazer isso, apenas pegue-o e amasse-o num pano (você terá de apertá-lo com as unhas, eles são muito duros) ou jogue-o na pia ou na privada e dê descarga (a melhor opção se o carrapato estiver cheio de sangue). Você provavelmente já ouviu falar de carrapatos espalharem a Doença de Lyme entre seres humanos e todos os problemas de saúde que eles podem causar, mas muitos veterinários nos asseguraram que há muito pouco perigo de contrair essa doença. Apenas como garantia, lave bem as mãos depois de tirar um carrapato. O melhor modo de tirar um carrapato dele é dar um brinquedo pra ele segurar na boca para distrai-lo e espremer a pele com uma das mãos e puxar o carrapato com a outra, usando as unhas como pinça. Falando nisso, se ele começar a feder muito, e você tiver coragem, poderá dar-lhe um banho na piscina infantil que temos no quintal (apenas para este fim), mas use um maiô. Você vai ficar encharcada!

OUVIDOS: Ele tem a tendência de juntar muita cera no ouvido, que, se não for limpado, pode causar infecções. Enquanto estivermos viajando, por favor, aplique, uma ou duas vezes, a solução azul para limpeza de orelhas com as bolinhas de algodão, e tire o máximo de cera dos ouvidos dele que puder. Como não é algo agradável de se fazer, certifique-se de estar usando roupas mais velhas.

PASSEIOS: Se não sair para o seu passeio matinal, ele começa a bagunçar na garagem. Para sua própria saúde mental, você pode sair para dar uma volta com ele à noite antes de dormir, mas isto é opcional. Você poderá usar o enforcador para sair com ele, mas nunca o deixe no pescoço dele quando ele estiver sozinho. Ele pode se estrangular e, conhecendo ele como ele é, ele provavelmente conseguiria fazer isso.

COMANDOS BÁSICOS: Caminhar com ele se torna muito mais fácil se você fizer com que ele ande junto de você. Sempre comece com ele sentado à sua esquerda e, em seguida, dê o comando: “Junto!”, e dê um primeiro passo com o pé esquerdo. Se ele tentar arremeter à frente, puxe a guia rápido para trás. Isso, em geral, funciona conosco. (Ele já foi adestrado!) Se estiver sem a guia, ele normalmente atende ao chamado de “Venha!”. Nota: é melhor que você esteja de pé e não agachada quando você o chamar.

TEMPESTADE DE RAIOS: Ele tende a ficar um pouco nervoso durante tempestades ou mesmo chuvas brandas. Guardamos os sedativos deles (as pílulas amarelas) no armário, junto com as vitaminas. Uma pílula ministrada trinta minutos antes da tempestade começar (você vai acabar virando um metereologista depois disso!) deve bastar. Fazer ele engolir esta pílula é uma arte! Ele não vai engolir como faz com as vitaminas, mesmo que deixe cair no chão e finja que ele não deva comer. A melhor técnica é segura-lo e forçar sua mandíbula com uma das mãos. Com a outra, você empurra a pílula o mais fundo possível em sua garganta. Você deve colocá-la bem no fundo, senão ele a põe para fora. Em seguida, alise a garganta dele até que ele tenha engolido. Com certeza, você deverá querer se lavar depois disso.

CONTROLE DE COCÔ: Há uma pá encostada na mangueira do quintal que uso para recolher as fezes dele. Sinta-se à vontade para limpar logo depois que ele evacuar tantas vezes quanto quiser, dependendo de quanto quiser andar pelo quintal. Olhe onde pisa!

PROIBIÇÕES: Ele está PROIBIDO de:

  • Subir nos móveis.
  • Mastigar a mobília, sapatos, travesseiros etc.
  • Beber água do vaso (melhor manter a tampa abaixada o tempo todo, porém, cuidado: ele já descobriu como abri-la com o nariz).
  • Cavar no quintal ou arrancar a raiz de plantas e flores. Em geral, ele faz isso quando acha que não está recebendo bastante atenção.
  • Fuçar no lixo (você deverá manter o lixo em cima do balcão).
  • Pular em cima das pessoas, cheirar virilhas ou ter qualquer comportamento socialmente inaceitável. Temos tentado cura-lo especialmente do hábito de mordiscar o braço das pessoas, o que você pode imaginar, não é todo mundo que aprecia. Vamos precisar de um pouco mais de paciência com isso. Sinta-se à vontade de lhe dar uma palmada no bumbum e dizer “Não!”.
  • Mendigar à mesa por comida.
  • Empurrar a tela da porta da frente ou de trás (você verá que várias já fora substituídas).

Obrigado por fazer tudo isso por nós. Este é um imenso favor. Creio que não conseguiríamos viajar se não fosse por você. Espero que você e Marley se tornem bons amigos e você se divirta com ele tanto quanto nós.

Trecho do livro Marley & Eu

 

GENTE, a Lilo é um doce! Ela não faz nada do que o Marley faz. Ela tem que passear duas vezes por dia (manhã e noite) pois ela não gosta de fazer xixi ou cocô dentro de casa_ de preferência, só sobre gramas. Nos passeios, ela geralmente obedece a comandos e adora brincar com outros cachorros. Ela geralmente come duas vezes por dia, depois dos passeios, e gosta de companhia humana enquanto se alimenta. Ela não brinca de submarino na vasilha de água, mas adora pescar os cubos de gelo que jogo lá em dias muito quentes! Ela não é um pulgueiro ambulante, nem tem cera nos ouvidos aos montes. Ela não liga quando tem que tomar remédio (ela deixa até a gente escovar os dentes dela). Ela não tem medo de chuva… Acho divertido quando ela faz charme (esconde a cara com a pata), para ganhar carinho. E ai de você se chegar da rua e não falar oi pra ela! Dos itens proibitivos, ela sobe nos móveis, mas nós não a proibimos disso! Enfim, ela é um doce! Em forma de cachorro!

Estávamos com a idéia de deixá-la num hotel para cães enquanto viajamos. O hotel é perto de casa e parece ser bem legal (tem até piscina e esteira para os dogs) e não tem preço tão abusivo. Mas a pessoa-cara-de-pau-que-vos-escreve te ve a idéia de pedir a um tio para cuidar da Lilo nesse tempo. E ele topou! 😀 Virá passear com ela nos horários em que ela está habituada e ficará com ela aqui em casa um pouquinho.

A Fefa já disse que virá visitá-la de vez em quando (valeu, Fefa!). Caso alguém mais se habilite a visitá-la… 😉

(Estou com o coração partido de ter que deixá-la sozinha por nove dias!)

 

Anúncios

10 Respostas to “Lista de recomendacões”

  1. neutron 19/02/2008 às 11:47 #

    Putz, agora eu fiquei com mais vontade de ler o livro! hehehe

    Ah, Má, vai tranqüila… a Lilo estará em boas mãos. Quem melhor que seu amigo e uma futura veterinária para cuidar dela? =)

    Vale a pena ler! Ah, eu sei que ela estará bem… mas ainda assim tenho medo que ela se sinta abandonada…

  2. Claudia Lyra 19/02/2008 às 16:58 #

    Gente! Já estava preocupada com a “vítima” que ia tomar conta da Lilo durante sua viagem! Huahuahauhauahua… esse Marley era um peste, tá doido!

    Hihihihi… te enganei direitinho, né? Ah, mas ele era um fofo tb, viu?

  3. Rodrigo Figueiredo 19/02/2008 às 19:55 #

    A Lilo é tranqüila sim!
    Vai ser tranqüilo! Têm que se traquilo!!!

    Espero que sim! Para ela e para nós!

  4. Fefa 19/02/2008 às 21:03 #

    Má, vai em paz que seu tio e eu vamos cuidar bem da minha afilhada! E ela, doce como é, vai ficar muito bem! 😀
    Beijão e adorei essa passagem do livro!

    Aiai… vou morrer de saudades dela… Obrigada pela força! Vou deixar o livro separado pra vc pegar qdo vier aqui, sim? Beijos!

  5. Poeta 20/02/2008 às 9:01 #

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Caraca

    Pensei q era uma visão do inferno…

    rsrsrsrsrsrs

    Hehehehe… era exatamente o objetivo!

    Bem, sobre o q vc falou no meu poste, eu esqueci de falar sobre isso, mas as histórias agora são todas ficção, por n motivos…

    Vou escrever sobre isso em breve

    Beijos

    Annn… todas todas todas mesmo? Abraços!

  6. Márci 20/02/2008 às 18:45 #

    Ahuahuahauh ! Meo, que susto que eu levei !! Rapá, pensei que a Lilo dava tudo isso de trabalho mesmo…aí só por Deus hein colega rsrsrsrs !
    Mas que bom que ela é comportadinha !!

    hehehehe!!! Ela é um doce!

  7. ana p. 21/02/2008 às 0:14 #

    Caaaaaaaaaara, quando eu li esse trecho do livro, eu me racheeeeeeei de rir! E ainda fiquei pensando “meu, a menina vai efetivamente cuidar do Marley depois dessa lista???” uahuahuahuahuahuahuahauhauhauhauhauhauhauhauhauhauahua!!!!

    Se sua cachorrinha linda e fofinha e meiga e piquitica fosse assim tb… ai, ai, ai, eu ia dar um toque pra Fefa fugir! 🙂

    Também rolei de rir quando li!!! Mas ainda bem que a Lilo não é um décimo disso!!

  8. Alexandre Carvalho dos Santos 21/02/2008 às 22:12 #

    Oi, Marília.

    Outro livro muito bom sobre a relação entre um cachorro e seu dono é o Flush: Memórias de Um Cão, da Virginia Woolf. As viagens internas, características dos textos dela, caem muito bem nas trapalhadas do cãozinho.

    E parabéns pelo casamento.

    Obrigada pela dica, pela visita! e pelos parabéns! 😀 Procurarei o livro pra ler! Abraços!

  9. Trotta 22/02/2008 às 12:45 #

    Bom, pelo menos a Lilo não vai mais ficar sozinha. :/

    Até você vai vir jogar com ela, né? 😉

  10. Luciana 22/02/2008 às 14:28 #

    Ai, dá muito dó mesmo de deixar os pobrezinhos em viagens, mas eu sempre conto com um help dos “vovôs”. Hahahah! E eles até gostam 🙂

    Pois é… mas os vovôs estão em Minas! O.o Mas tem o tio-avô aqui de Sampa que vai me ajudar!! E a madrinha e o tio-padrinho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: