Inovação Tecnológica versus Risco Auditivo

12 fev

O uso de equipamentos estéreos pessoais (o popular fone de ouvido), muitas vezes utilizados de maneira inadequada, cresceu muito devido ao crescente uso de MP3 players e iPods.

“Esses aparelhos possuem uma grande capacidade de memória e alta durabilidade da bateria. Além desses fatores, aparece o design dos fones de ouvido. Em todo lugar que percorremos, encontramos pelo menos uma pessoa utilizando fones de inserção, seja na escola, no trem, no ônibus, na rua, no parque, nas academias de ginástica etc”, pondera a fonoaudióloga Dra. Ieda Russo.

Para quem não faz idéia, os chamados fones de inserção são aqueles que ficam dentro da orelha. Eles prejudicam muito mais a audição do que os fones externos, uma vez que, enquanto o externo tem uma maior área de resistência ao som, o interno vai diretamente no canal auditivo.

A American Speech-Hearing-Language Association (ASHA) divulgou uma pesquisa em 2006, que dispõe sobre o número máximo de horas de exposição a diferentes níveis de pressão sonora (os famosos dB, ou intensidade sonora):

· 12 horas a 85 dB equivalem a um motor de barco;

· 8 horas a 90 dB equivalem a um cortador de grama;

· 4 horas a 95 dB a uma motocicleta;

· 2 horas a 100 dB a um veículo para uso na neve;

· 1 hora a 105 dB a uma moto-serra;

· 30 minutos a 110 dB a um concerto de rock;

· 15 minutos a 115 dB são equivalentes a um cinema ou discoteca.

A Revista Espaço Acadêmico, em 2006, mostrou que, na França, um em cada quatro jovens apresenta uma perda auditiva devido, entre outros aspectos, ao uso de fones de ouvido e alta freqüência às baladas. Traumatismos afetam 70% dos músicos que tocam instrumentos amplificados. Até mesmo os músicos clássicos (48%) são atingidos. De acordo com esta mesma revista, a perda da audição devida ao barulho é cumulativa, progressiva e resulta da exposição a diversas fontes, sendo, insidiosa, da mesma forma que a exposição, a longo termo, a outros poluentes tóxicos. Porém, uma vez que ela ocorre, é irreversível.

O avanço tecnológico criou para o mundo moderno mais conforto, economia de tempo e progresso. “No entanto, nossa sociedade está caminhando para pagar um alto preço, ao ignorar os efeitos auditivos do ruído e da música em altos volumes de exposição, ignorando os efeitos dessa exposição”, alerta a fonoaudióloga.

Em uma outra pesquisa, a ASHA mostra os resultados apurados em dez modelos de aparelhos de fones de ouvido comercializados nos Estados Unidos, medidos em diferentes posições de volume. O nível de som chegou entre 118 e 122 dB e, mesmo no volume mínimo, alguns alcançaram níveis acima dos estabelecidos como seguros pela legislação federal.

Fonte: Jornal do CFFa.
———————-

O objetivo desse post é conscientizar você, que usa fones de ouvido, a não deixar o volume tão alto. Você já reparou em que volume você coloca o MP3 quando está dentro do metrô? Também é objetivo dizer a você, músico, que coloque um protetor de ouvido com filtro quando for ensaiar e tocar com sua banda; e a você, baladeiro de plantão, a não ficar grudado na caixa de som a noite toda e sair da pista de dança por algum tempo durante a balada. Agora, caso você queira desconsiderar esses avisos, muito obrigada! Você estará garantindo meu emprego no futuro. Hein? O que? Como? An?

Entre nesse site; nele você pode clicar em diferentes ruídos, observar qual a intensidade deles e ainda ficar sabendo qual o tempo máximo a que você pode se expor a eles sem que suas células auditivas morram!

———————–

PS1: Ganhei o selinho Blog Show de Bola da Marcília faz um tempão! (Brigada, flor!) E só coloquei ele aqui no blog agora (na barra lateral, logo abaixo da lista de blogs)! :S Indico o , o outro blog da Fefa, o Trotta e a Cláudia para ganhar o selinho!

PS2: Coloquei, abaixo dos selinhos, o Calendário Verde criado pelo Faça a sua parte. Ele serve para nos lembrarmos dessa natureza rica e imensa que nos cerca!

Anúncios

15 Respostas to “Inovação Tecnológica versus Risco Auditivo”

  1. Fabio 12/02/2008 às 13:31 #

    Mas isso é uma bola de neve. Eu já não ouço bem. Meu fone de ouvido é praticamente um alto-falante. Menos mal que agora tem aparelho auditivo disfarçado de Bluetooth.

    É realmente uma bola de neve, se não tomarmos cuidado. Os aparelhos auditivos estão cada vez melhores! Mas nunca, nunca, devolvem a nossa audição perfeitamente. Obrigada pela visita!

  2. Carol Costa 12/02/2008 às 14:03 #

    Uma graça seu blog, Marília! E adorei o alerta: sempre me intrigou ver como as pessoas têm criado mundinhos paralelos quando ligam o Ipod ou walkman. Estranho…

    E é horrível perceber o volume em que as pessoas deixam: você praticamente ouve a música toda, mesmo estando sem fone! Obrigada pelo elogio e pela visita!

  3. karen a Fresca 12/02/2008 às 18:11 #

    Oi, Má vim te visitar! Tudo bem? Obrigada pela força lá no blog. Beijo.

    E eu adorei sua visita! Beijos!

  4. Christian Gump 12/02/2008 às 18:25 #

    ish… eu tento fazer algo legal pro meu corpo (exercícios) e ao mesmo tempo o agrido. Amo correr com fone de ouvido, mas como as pistas de cooper mais ou menos perto de casa são ao lado de grandes avenidas, acabo colocando o volume no máximo :-/ E o pior é que eu tenho noção do mal que eu estou fazendo e ainda por cima tenho uma certa deficiência auditiva do lado direito.

    Eita! :S

    Hoje vou tentar correr em um novo lugar e, mesmo que seja barulhento, vou tentar diminuir o volume.

    Tomara que você consiga diminuir o volume um pouquinho! E que consiga correr em lugares menos barulhentos (o que nem sempre é fácil). Pelo menos você tem consciência… o que já é muito bom!

  5. Guilherme F. de Gusmão 12/02/2008 às 19:27 #

    Pois é Marília, assim como o Christian eu também tenho noção sobre o mal causado pelos fones de ouvido… mas comecei a usá-los. Coisa de louco, nunca usei muito, mas agora estou usando bastante. Preciso encontrar outra forma de distrair a cuca quando estiver correndo ou pedalando.

    Nada impede de você usá-los, é só não abusar do volume!

    Gostei do seu blog!!! Como chegou até o meu?
    Beijos e boa sorte!!

    Olha, acho que conheci seu blog pela indicação do Doni, do blog Hedonismos… mas não estou bem certa disso… Que bom que gostou daqui! Obrigada pelo elogio e volte sempre! Abraços!

  6. Fefa 12/02/2008 às 19:55 #

    Voltei agora mesmo do inglês ouvindo música no celular 😀

    Espero que não tenha sido em volume mega-ultra-alto, hein, dona Fefa?

    Mas nunca gostei muito, incomoda pra caramba.
    Muito boa essa alerta. Tenho certeza que muitas pessoas já tem problemas auditivos por conta disso! Agora só resta procurar a fono que escreve nesse blog e se tratar 😉
    Beijão!

    Uia! Estou à disposição! Beijos!

  7. Fefa 12/02/2008 às 19:58 #

    Ops, me esqueci! Obrigada pelo selo, Má! Eu só preciso aprender como colocar no blog, vc me ensina? 😉

    Até que não é difícil! O Rô que me ensinou! Mas é claro que a gente ensina! E seu blog é realmente show de bola! 😉

  8. Rodrigo Figueiredo 12/02/2008 às 20:05 #

    Segundo o teste que vc fez eu já tenho um deficit por causa de fone…

    É pequeno, mas ele existe!

    E Agora tenho usado mais ainda fone de ouvido…
    Mas sempre com o volume baixo…

    O que é muito bom! Parabéns!

    O alerta fica…
    Mas casa de ferreiro espeto é de PAU!

    É… vale o ditado!

  9. ana p. 12/02/2008 às 23:35 #

    Olha, eu diria que tem vezes que me assusto com o volume que eu estou ouvindo música. É efetivamente alto, e eu tenho plena consciência disso. Mas é que num dá, colega… ou isso [e arriscar a ficar surda no futuro], ou ficar ouvindo uns papinhos que ninguém… NINGUÉM MESMO… merece escutar!

    Sei que é dureza aturar esses papinhos… mas seria bom que conseguisse ao menos diminuir um pouco o volume…

    Anyway… pelo menos tô garantindo seu futuro, hahahahahahahahahahhaa!

    Ê menina…

  10. Trotta 13/02/2008 às 12:32 #

    Ih, eu tô pra lá de motor de barco! Huahuahua! Mas não dá, tem música que é irresistível vc aumentar, Má!

    Dá sim!! Seja pesistente!

    Úia, como é esse negócio de prêmio aí? O que eu preciso fazer? Foi uma coisa assim tão inesperada! Eu gostaria de agradecer à academia, aos meus fãs, e queria mandar um beijo pra minha mãe, pro meu pai e pra vc! ^_^

    Você só precisa colocar o selinho no seu blog e indicar outras pessoas que você acha que merecem! Obrigada pelo beijo, “baixinho”! (kkkkkk… brincadeira, brincadeira…)

  11. neutron 14/02/2008 às 6:44 #

    É engraçado porque nos advertem disso a vida inteira [eu, pelo menos, ouço desde a época que usava discman]. Às vezes eu ouço música com volume mais alto em casa. No metrô, trem, etc eu tenho vergonha de todo mundo ficar ouvindo a mesma música que eu, então manero, hahahaha. Valeu pela dica 😉

    Ahá! Pelo menos nesse caso a vergonha serviu como ajudante! 😉

  12. Claudia Lyra 17/02/2008 às 11:50 #

    Marilia, eu brigo sem parar com os meninos aqui de casa por causa do volume em que eles ouvem música com fone de ouvido. E como são teimosos!!! Quando estiverem surdos, aí vão me dar razão… enfim…

    É verdade! O problema é que a gente acha que nunca vai acontecer com a gente, né?

    Obrigada pelo selinho!!! Vou colocar no meu blog o mais rápido possível. Beijos!!!!

    Ps – seu blog REALMENTE é show de bola, Má!

    Você merece o selinho!!! Obrigada pelo elogio, mas o seu é que é show! 😉

  13. tayna oliveira 17/10/2008 às 17:09 #

    achei interesente essa materia por que 100 é verdade,digo isso por mim mesma,ouso meus fones de ouvido no ultimo volume,mas sem que isso fara muito mal pra mim no futuro e estou tomando mais cuidado e acho que todos deveriamos fazer o mesmo.VAMOS CUIDAR DE NOSSOS OUVIDOS!

    É isso aí!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Fala, tia Fono! « Publicações - Vol. 3 - 15/04/2008

    […] tempo: em fevereiro, publiquei esse post, que fala sobre a relação entre os fones de ouvido e a […]

  2. Barulho na cabeça – ou Zumbido « Publicações – Vol. 3 - 17/11/2009

    […] Depois do texto inicial, veio um post sobre voz. E antes dessa inauguração veio um post sobre fones de ouvido. Conforme escrevi na inauguração, essa coluna não terá uma periodicidade. Mas devo confessar […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: