Meu desktop

20 jan

A Cláudia me indicou para continuar um meme (alguém me lembra qual a origem dessa palavra, por favor?): o de mostrar o desktop.

Como esse é um meme fácil de seguir (leia-se: não me dá trabalho) e como eu adoro meu desktop (do notebook), resolvi aceitar (foto clickaumentável).

desktop

Essas são minhas cachorras de Poços de Caldas (casa do meu pai): Baby e Mu (acima; dou um doce para quem adivinhar quem é a Mu) e Bibi e Bela (abaixo).

Preciso atualizar essa foto, porque agora eu tenho a Lilo aqui em Sampa!

Para continuar eu indico o Rodrigo (que apesar de morar comigo, usa outro computador).

———————–

Uma triste nota: Hoje de manhã, a Baby, a cachorra bege da foto, a mais velhinha, a minha veinha, a mãe das outras três, foi para o céu dos cachorros. E ficará me esperando por lá! Foram muitos e muitos momentos bons ao lado dela… Tal acontecimento só vem reforçar minha teoria de que a ordem disso tudo está toda errada: onde já se viu todas as pessoas e seres de que gostamos irem embora assim? Vou ter uma conversa séria com o Todo Poderoso… 😥
E sim, este é um template-luto.

 

Anúncios

8 Respostas to “Meu desktop”

  1. Fefa 20/01/2008 às 20:55 #

    Esse seu desktop é uma graça, mas realmente, falta a minha afilhada, que é tão linda ou mais que as outras quatro!
    E Baby está no céu dos cachorros, com certeza, alegrando a todos por lá!
    E vamos todos nos reencontrar um dia, com certeza!
    Beijão, Má!

    Acho que esse dia, quando acontecer, será um dia feliz! Talvez um dos mais felizes!

  2. Trotta 20/01/2008 às 22:53 #

    Bom, já falamos a respeito por MSN, né? Até eu fiquei triste com a história. :/

    Pois é…

    E eu não me lembro da origem da palavra meme, acho que eu nunca soube.

    Beijos!

    Beijos!

  3. jujudeblu 20/01/2008 às 23:37 #

    Que triste… nhunf!
    Triste mesmo…

    Úia!
    [já estou melancólica, com essa história fico ainda mais triste… vou lá beber um pouco e já volto! =D]

    Bjus Má!

    Encher a cara não vale, hein dona psicóloga? Beijão!

  4. neutron 21/01/2008 às 7:28 #

    Muito legal seu desktop, Má!

    Fiquei triste pela sua cachorrinha… mas ela está no céu dos cachorros brincando, pode ter certeza 😉

    Com certeza!

  5. Claudia Lyra 21/01/2008 às 10:09 #

    Ai, puxa… sinto muito pela cachorrinha… nem posso pensar nisso… mas seu desktop é lindão!

    Também não posso pensar muito não!

  6. Rodrigo Figueiredo 21/01/2008 às 19:42 #

    Achei chato isso isso da Baby!
    Ela era a unica que parecia gostar mas de mim… E da Lilo…

    Aiai… nem me fale… é gostoso lembrar dos momentos com ela, mas dá uma tristeza…

    O Template novo ficou lindão! Curti pacas!

    Sabe que eu também gostei?

  7. poetamatematico 22/01/2008 às 10:14 #

    Tapuf triste…

    Cachorro morreu

    Q pena…

    Se fosse da minha família eu escreveria uma crônica sobre ele…

    Inclusive tá planejada uma crônica sobre um certo cachorro importante, pra fevereiro…

    veremos…

    Acho que não escreverei sobre ela não… vou apenas ficar relembrando os momentos…

    Bueno, bueno, além de chamar a atenção por copiar meu template…

    E não é que é igual mesmo? Ah, mas você nem tá usando mais e esse aqui é só por dois meses, tempo máximo que meus templates duram por aqui.

    Vim agradecer pelas visitas nas crônicas…

    Valeu mesmo pelos comentários, gosto muito do que vc fala por lá, me faz mudar idéias e refazer os textos…

    As crônicas tão muito boas e legais de se ler também! Nem tem que agradecer nada não!

    E, ahn..

    Sobre seu marido ser judoca…

    Muito legal tb, manda um abraço pra ele…

    Até

    Mas ele não é mais, ele foi, há muito tempo… Abraço mandado! Até!

  8. christiangump 30/01/2008 às 13:29 #

    Hum, só vi isso aqui agora! Adorei o desktop. Eu amo animais, é coisa de família. Nunca conseguimos ficar com menos de 5 bichos em casa, em Santa Catarina. Sempre tinha um abandonado na rua que tinha aquele olhar cativante que parecia implorar para ser adotado. Não dava pra resistir. Já chegamos a ter 12 de uma vez! Infelizmente, um dia eles se vão e a tristeza é inevitável. Alguns foram tão marcantes que mais de 15 anos depois eu ainda lembro e sinto como se eu fosse chegar em casa e eles fossem “perguntar como foi meu dia”, como sempre faziam. E sem precisar de palavras.

    Caramba! Doze? Realmente é uma delícia ser recebido por eles quando chegamos em casa!

    Num dia extremamente difícil e triste eu cheguei em casa e desabei num canto, triste. Eles vieram me rodear,mas sabiam que eu estava triste. Eles não vinham fazendo festa, vinham pra fazer companhia, dar solidariedade. Por mais triste que tenha sido o dia, foi inesquecível esse momento. Tenho certeza que os momentos inesquecíveis com a Baby vão continuar pra sempre como lembranças boas.

    Ah, os momentos ficarão guardados pra sempre! Um dia em que estava triste, ela se deixou abraçar por mim enquanto esperava, pacientemente, minhas lágrimas pararem…

    Hoje eu não tenho mais nenhum, vivo me mudando; mas minha mãe e minha tia seguem a tradição. Nenhum bicho segue abandonado se elas o encontrarem.

    Hoje tenha a minha vira-lata lindona, a Lilo, morando no apê comigo! É uma delícia!

    Aproveito pra agradecer as visitas e os comentários! 🙂

    Não tem nada que agradecer! Eu é que agradeço por este belo comentário! Volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: