População do Brasil quadruplicou em 60 anos

6 nov

Uma pesquisa divulgada esse ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que entre os censos de 1940 e 2000, a população brasileira cresceu quatro vezes. Ou seja, passou de 41,2 milhões para 169,8 milhões de habitantes.

Vocês já ouviram falar de Thomas Malthus? Certamente sim, ao menos nas aulas da escola.

Malthus, um pastor, economista e demógrafo, foi o primeiro a desenvolver uma teoria populacional relacionando crescimento populacional com a fome, em 1978.

Ele afirmou que, dadas as condições médias da terra agrícola, que os meios de subsistência, nas mais favoráveis circunstâncias, só poderiam aumentar no máximo, em progressão aritimética: 1>2>3>4>5>6>7>8>9>10>11>12>13>… toneladas de alimentos. Enquanto que a população humana aumenta em progressão geométrica: 2>4>8>16>32>64>128>… milhões de pessoas a mais.

Ele não levou em consideração o avanço tecnológico do homem no setor agrícola — mecanização, irrigação, melhoramento genético, etc. — o que aumenta a produção de alimentos. Aumenta, mas não distribui, ou seja, a população com menos poder aquisitivo continua sem capital (dinheiro) para comprar comida para si, e continua a se proliferar (pois quanto mais filhos, mais mão-de-obra, portanto, mais dinheirinho em casa).

Mas ele também não levou em conta os avanços da medicina, que prolonga a vida humana até não poder mais.

Produção agrícola cresce, população humana também cresce… e morre menos.

A definição biológica de praga é quando uma população fica com alta taxa de natalidade e baixa taxa de mortalidade e o número de indivíduos cresce em progressão geométrica de forma anormal no ambiente. A superpopulação fica então sem controle até que surjam predadores que façam esse controle externo ou se os predadores e parasitas (doenças) não aparecerem, o descontrole continua até que acabe o alimento disponível no ambiente.

Quando isso acontece, fenômenos biológicos significantes aparecem para conter a explosão dessas populações descontroladas e esses fenômenos podem ser de várias formas. No caso da população humana esse controle vem sendo feito com guerras, doenças e miséria.

Situação complicada a nossa, não? 

Anúncios

9 Respostas to “População do Brasil quadruplicou em 60 anos”

  1. Márci 06/11/2007 às 19:48 #

    EU lembro de ter estudado sobre o malthus no colégio.

    E eu tenho medo dos problemas que a superpopulação traz [e já trouxe]…por esse medo acho que as pessoas preferem não pensar muito nisso.

    É verdade!

  2. ana p. 06/11/2007 às 22:47 #

    Eu sempre soube que a humanidade era a praga desse mundo. Porque veja você: sem a ação do homem, a natureza é PERFEITA! Tudo funciona bem, em perfeita ordem, naquele ciclo da vida básico, em que o mais forte sobrevive e tudo mais.

    Mas a praga humana não sabe trabalhar com a natureza, e então estamos aí… quase destruindo tudo.

    Eu já falei e repito: se eu tivesse um minutinho com o Criador ou Criadora disso tudo, acho que eu ia dar um toque e falar: Querida/o, já passou da hora, hein…

    Complicado. Muito complicado tudo!

    kkkkk… seu papo com o criador seria o máximo!!

    PS: Cara, agora você é uma senhora oficialmente casada! PARABÉÉÉÉNSS!!!!

    EEEEEEE!! Brigadinha!

  3. Trotta 07/11/2007 às 10:02 #

    Bem, por essas e outras que eu nunca fui muito fã de Geografia! O.o

    risos… :S

  4. Fefa 07/11/2007 às 14:28 #

    É realmente um problema esse descontrole populacional. Superpopulação de animais também é um caso sério!

    Mas como controlar? Acho que a tendência é crescer cada vez mais…. :S

    Acho que as pessoas deveriam ter menos filhos… e cuidar mais do planeta!

  5. OgrO 07/11/2007 às 16:35 #

    Hmmm… senti que você chamou o ser humano de “praga”!

    Gostei. Eu sempre chamava de “câncer”…

    kkkkkk…. adorei!

  6. Rodrigo Figueiredo 07/11/2007 às 20:57 #

    Já tá chegando perto da hora deles Re-construirem a matrix, ou diminuírem a produção de humanos.

    Putz! Muito bom isso, hein?

  7. neutron 08/11/2007 às 12:44 #

    Caraca… também lembrei disso. Estudei na escola.

    Por isso que existem até aqueles grupos radicais a favor da extinção voluntária da raça humana, né? 😦

    Ah é? Não sabia desses grupos, não! O.o

  8. policarpe 11/11/2007 às 18:17 #

    É, realmente Má…situação complicada mesmo essa nossa, eu espero que um dia a gente aprenda. Até acredito que, nem que seja por força das circunstâncias nós aprenderemos.
    abraços

    Sim… seria uma pena aprender apenas quando não tiver mais jeito…

  9. Elienia beatriz santos 11/07/2008 às 11:42 #

    e dos estabelecimentos agropecuários, de saúde e de educação.

    5 De acordo com estes novos dados, o Brasil tem atualmente 183,9 milhões de habitantes. Nos últimos sete anos, ele ganhou mais 14 milhões de habitantes, ou seja o equivalente de um estado do porte da Bahia. Todas as Grandes Regiões apresentaram crescimento, mas não houve alterações na sua hierarquia: o Sudeste ainda é a primeira região, com 77,8 milhões, seguido do Nordeste (51,5 milhões); Sul (26,7 milhões), Norte (14,5 milhões); e Centro-Oeste (13,2 milhões). Entre os estados, São Paulo lidera com 39,8 milhões de habitantes, seguido de Minas Gerais (19,2 milhões), Rio de Janeiro (15,4 milhões), Bahia (14 milhões)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: