Meu primeiro emprego

29 out

Estou terminando a especialização e tenho certeza que quero fazer Mestrado e Doutorado e, quem sabe, chegar a dar aulas numa Universidade com U maiúsculo. Já está praticamente tudo pronto para eu entrar no mestrado ano que vem… falta um artigo meu ser publicado em revista científica_ e isso não depende de mim (o que dependia, eu já fiz, que foi enviar para a revista); restando-me, então, esperar.

E se não for publicado? O que será de mim ano que vem? Situação financeira difícil pra todo mundo e eu aqui nessa boa vida de estudante, sendo bancada pelo meu pai e pelo meu querido-futuro-esposo (faltam 5 dias!! Uhuuu!! _ que meda, afff!).

Eis que surge uma oportunidade de começar minha carreira, fazer meu nome, etc e tal. Uma amiga enviou para o email da sala que estavam precisando de uma fono para trabalhar numa clínica em Socorro (onde fica isso??). Mais que depressa, entrei em contato com o lugar.

Sapassado _isso são prenúncios de mineirês, visto que morei lá uns 14 anos e estou prestes a voltar pra lá, pois retorno uma vez por mês para rever os familiares_ (traduzindo: sábado passado) fui conhecer a tal clínica, juntamente com meu mino (isso é ZL pura, não?). Uma perdida básica aconteceu (o lugar ficava perto da ponte do Socorro, e fomos parar no Terminal Guarapiranga….), mas chegamos.

Lugar super simples, dona-psicóloga mega simpática me explicou tudo timtim-por-timtim. O que achei mais legal, foi que eu posso abrir minha agenda de acordo com meu tempo livre, ou seja, dá para fazer mestrado e trabalhar lá (óbvio que quantos mais pacientes, mais dimdim… mas, pelo menos, vou ganhando experiência). Tem o lado f*#@ de todo profissional liberal: vou pagar o aluguel da sala e outras despesas fixas por mês, independente de ter pacientes ou não. E essas despesas dão o total de uns 3 pacientes no mês. Como estou assumindo o lugar de outra fono, ela me deixou três pacientes (o que já dá pra não ficar no preju, mas a idéia é fazer esse número crescer pra eu não trabalhar de graça, né?).

Mas, enfim, me senti super bem acolhida. Saí de lá muito empolgada e sorridente! Feliz da vida com meu primeiro emprego! E olha que foi esses dias que li um post do Marmota em que ele falava do seu primeiro emprego e eu respondi dizendo que ainda não tinha tal experiência… agora já tenho!

E caso você conheça alguém que esteja precisando dos serviços de uma super-mega-power-competente-talentosa-estudiosa-empenhada-dedicada-fonoaudióloga, pode me recomendar, viu?

—————————————————————

Momento Lilo:

  • É uma delícia ter a Lilo em casa! E cômico! Cada dia tem uma nova! Embora super comportada, ela tem fissuras por meias! Tanto que fizemos duas bolas de meia para ela brincar!
  • Ela adora sentir nosso cheiro (ou chulé?). Pois é muito comum ela pegar qualquer sapato espalhado pela casa e levar para o canto dela no sofá. Uma graça!
  • Ontem, fomos conhecer o Parque da Independência, que abriga o Museu do Ipiranga. Moramos muito perto e ainda não conhecíamos. Fomos os três: pai, mãe e Lilo. Tem um lugar no parque que tem várias estátuas de leões sentados (e são enormes, dá pra gente sentar neles!). Pois não é que a Lilo ficou com medo deles? Olhava, séria, sem se aproximar. E quando o Rodrigo pôs a mão no bicho, latiu, toda brava! É uma comédia!
Anúncios

13 Respostas to “Meu primeiro emprego”

  1. neutron 29/10/2007 às 15:18 #

    Que legal, Marília! Boa sorte pra você! 🙂

    Brigadim!

    Eu acho que esse negócio de pegar meia é típico de vira-latas… conheço outros dogs que também fazem isso, além de morderem [brincando] os pés dos donos… hehehe

    Pode ser!

  2. OgrO 29/10/2007 às 15:52 #

    AÊEEEE garota! Parabéns! O primeiro emprego é uma super-emoção, não tem jeito. E frio na barriga nos primeiros dias, pode ter certeza! Mas vc vai tirar de letra. Boa sorte! Se eu tiver potenciais pacientes, pode deixar que indico.

    Uhuuu!!! 😉

    Qto à Lilo… tenho um gato vira-lata, e ele também zoneia tudo assim. Deve ser a (falta de) raça… hahahah

    hehehe… bem provável!

  3. ana p. 29/10/2007 às 20:13 #

    PARABÉÉÉÉÉNNNSSSSSSSSSS!!!!

    [onde fica Socorro???]

    É antes de Guarapiranga… adiantou alguma coisa minha super-explicação?

    Cara, mto boa sorte, olha só, vc está começando várias novas fases na vida, isso é bom, um novo momento sempre é bom!!!

    Quanto à Lilo, bom… já falei que ela é mto fofa, mas vou repetir: ela é mto fofa!

    Beijão e parabéns de novo!

    Beijão!

  4. Rodrigo Figueiredo 29/10/2007 às 21:47 #

    Eu só senti disso com meu primeiro salário salário!
    Sem ser grana de bico…
    E foi deveras divertido passear com a Lilo!
    Mas só com ela! 😛

    ha-ha-ha… comigo também foi, tá?

  5. Trotta 30/10/2007 às 16:48 #

    Que tal fazer sua própria revista científica com seu artigo e das suas amigas? 🙂

    Não serve… a revista tem que existir e ser A boa!

  6. Fefa 30/10/2007 às 20:42 #

    Meu primeiro emprego não foi na minha área, mas já me senti muito feliz por ele. Imagino você!

    Fico muito feliz, Má. Perto ou longe, um dia ou uma semana, seja lá o que for, é o começo da sua vida profissional, é o começo de uma carreira bem sucedida, certeza.

    E a Lilo é a mais pura comédia, adoro!!!!

    Beijão!

    Beijão! 😉

  7. Claudia Lyra 31/10/2007 às 10:20 #

    Parabéns, Má!!!! Você vai bombar na clínica, cê vai ver… aliás, eu tô precisando de fono: é que minha voz é muito fininha, quase não combina comigo, hauahauahauahauhau…

    Nossa, mas quem disse isso da sua voz?!?!? risos…

  8. Patrícia Köhler 31/10/2007 às 15:06 #

    Parabéns, Marília! Fico feliz pelas boas novidades. 🙂
    Ah, e pode deixar que certamente indicarei você caso alguém que eu conheça precise de uma fonoaudióloga. 😉

    ps: o que a Lilo tem de fofa, tem de peralta, pelo jeito. 😛

    Brigadim!! Com certeza a Lilo faz suas peraltices! 😀

  9. Jô beckman 01/11/2007 às 11:05 #

    Eu gostaria de estar já no meu último emprego…mas ainda tem chão…. afff

    hehehehe…

  10. Cily 03/11/2007 às 21:36 #

    Parabéns pelo emprego, espero que ele te traga um ótimo retorno, tanto profissional como financeiro! 😀
    Eu lembro do meu primeiro emprego…fiquei super empolgada tb!

    Beijos!!

    Brigadaaa!!

  11. OgrO 05/11/2007 às 17:18 #

    Uau! Mas ele deve estar tomando tempo demais. Se for atrapalhar o blog, recomendo que se demita. Sem interesse próprio algum, é claro… O.o

    hehehe… não é… é que teve um feriado e um casamento esse final de semana… aí tive que sumir! Fora a correria desse final de ano… 😉

  12. policarpe 05/11/2007 às 21:21 #

    Parabéns Má!!!
    espero que em breve vc esteja tomando o rumo do mestrado, depois do doutorado, depois do pós Doutorado etc etc etc…Boa sorte aí para ti.

    Uhuuu!! Tomara!! Abração!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Manhê, eu quero fazer xixi na casa do Pedrinho! « Publicações - Vol. 3 - 09/04/2008

    […] momentos juntos! Momentos importantes! O casamento (ela ia ficar linda de daminha, não ia?), meu primeiro emprego e as nossas descobertas da fissura dela por meias e do medo das estátuas do Parque da […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: