Desprograme-se

10 out

Engana-se quem pensa que o cérebro não precisa ser exercitado. Como dizia uma grande professora e amiga minha, “o que é dado é pra ser usado, senão atrofia!”. Então, nada de preguiça e mãos à obra!

Até os dois anos, a quantidade de neurônios cresce muito rápido, mas depois começa a haver um declínio natural. Mesmo assim, sempre estamos criando e reorganizando sinapses através da atividade intelectual. E vale desde palavras cruzadas até aprender chinês (ou japonês, viu Trotta?). E quanto mais exercício intelectual, melhor!

Mas nada de ficar sedentário também! Pois exercícios físicos e alimentação saudável ajudam no funcionamento dos neurônios.

Para manter o cérebro ativo, vale dormir bem, estimular a memória, estudar línguas, aprender novas palavras, alimentar-se bem, tomar café (ingerido moderadamente, ajuda a despertar o cérebro) e quebrar a rotina.

Quebrando a rotina

Que tal escrever seu nome de trás para frente? Ou ainda criar uma nova língua? E experimentar andar para trás, ou escovar os dentes com a mão esquerda? Como em uma brincadeira de criança, fazer coisas espontâneas e diferentes é um ótimo remédio para sair do piloto automático e ganhar mais consciência.

Experimente fazer de outra maneira pequenas coisas do dia-a-dia. Essa é uma boa oportunidade para experimentar novas sensações e descobrir o que você realmente gosta e o que deixou de gostar. Coisas simples como tomar um banho frio, fazer caminhos diferentes para chegar em casa ou trocar o elevador pela escada.

Se você sentir algum desconforto, é bom sinal. Conforto em demasia pode causar desequilíbrio: o corpo fica preguiçoso e a mente fica lenta para assimilar coisas novas. Segundo Moshe Feldenkrais (1904-1984), físico e educador que criou o Método Feldenkrais de Educação Somática, que estuda a relação direta dos movimentos do corpo e os modos de pensar, sentir, aprender e agir no mundo, “reagir sempre de modo previsível é algo que beira à compulsão neurótica” e “a única coisa que você pode mudar é a maneira como você faz o que faz”.

Desprograme-se, limpe seu “armário” pessoal ­ e abra espaço para o novo.

Baseado em Revista Vida Simples e PubliMetro.

Anúncios

7 Respostas to “Desprograme-se”

  1. Rodrigo Figueiredo 10/10/2007 às 21:24 #

    Sempre disse a mim mesmo!
    Por que um canhoto pode eu eu não?
    Por que um cego pode e eu não?
    Tenho mania de tomar banho no escuro, fazer coisas com a mão esquerda entre outras coisas.

    Isso é verdade! Sou testemunha!

    Não gosto de me pensar limitado!

    Tem razão!

  2. Fefa 10/10/2007 às 21:42 #

    Mas…mas…eu escovo os dentes com a mão esquerda TODOS os dias!!!!!!!! Preciso mesmo quebrar a rotina…rsrs.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. aiai, sorry! 😀

    Esses dias abri uma lata com a mão direita……que dificuldade MEU DEUS!! Mas, com certeza, o abridor de latas foi feito para destros, sem sombra de dúvidas!

    Isso é uma sacanagem, né?

    Gostei disso, vou praticar mais!

    beijos!

    Beijos!

  3. ana p. 10/10/2007 às 23:53 #

    Ah, mas eu vou tentar escovar os dentes com a mão esquerda sim! E digo mais: todos os dias eu tento fazer meu trabalho de forma diferente. Se cair na rotina, enjoa!

    Legal isso!

    [acabei de lembrar de você, guria, tá passando Patch Adams na Record… e a vontade de assistir? E a vontade de dormir? ai, ai, ai…]

    Ai, é um filme mega-tudo-de-bom!!

    [[adoro palavras cruzadas… mas meu cérebro parece não acompanhar mto esse vício!]]

    Ai, eu adoro muitão!!

  4. neutron 11/10/2007 às 9:08 #

    Esse ano eu fiz um projeto de Comunicação sobre esse mesmo tema! 😛

    Ah é? Legal!

    Acho que os blogs ajudam nisso também, né? A gente exercita leitura, escrita…

    Com certeza ajuda!

    Acho que vai ser um desastre eu escovando os dentes com a mão esquerda, hehe.

    Eu sou um desastre quando tento inverter as coisas!!

  5. Trotta 11/10/2007 às 17:37 #

    Putz, agora é tarde! Meu cérebro tá mais preguiçoso do que o dono! Comodismo é terrível mesmo! O.o

    Nunca é tarde demais pra aprendermos coisas novas! 😉

    Mas pelo menos ainda vo aprender um monte de línguas, isso sim, ah vou!

    Isso já é muito bom! Eu é que não vou falar japonês com vc!! Eu, hein?

  6. Márci 12/10/2007 às 19:51 #

    Úia ! deveras interessante esse negócio de se desprogramar ! Vou tentar colocar em prática algumas coisas diferentes no dia a dia…Sudoko tb ajuda né ?? rsrsrs…

    Ô se ajuda! Mas sabia que não tenho a menor paciência com Sudokus??

    ps. Gostei do novo visual

    Brigadim!

  7. claudia lyra 15/10/2007 às 14:37 #

    Olha só! Vou procurar algumas coisas pra fazer de forma diferente porque já estou muito longe dos meus dois aninhos de idade e meus neurônios (os dois, os dois!) não se dão muito bem. Quem sabe não consigo que eles façam as pazes?

    Ah, com certeza eles farão, viu? Bota os dois pra correr!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: