Chocolate

18 maio

Quem aqui resiste a um bom chocolate? Confesso: eu não! Só não como de jeito nenhum os hidrogenados, por achar o sabor horrível. E com esse friozinho que vem chegando? Hummm… Melhor ainda! Seja em forma de barra, líquido (na famosa bebida denominada chocolate quente) ou como “submarino” (bebida que consiste em mergulhar um tabletinho de chocolate em leite quente)… além de outras mil variações, todas deliciosas! Se juntar com café, então, já ganho o dia!

Essa delícia já mereceu até tratamento em obra literária (que virou filme)_ a quem não leu / assistiu “A Fantástica Fábrica de Chocolate”, eu recomendo! O livro tem uma linguagem bem infantil, afinal, foi feito para o público infantil; mas gostei muito de lê-lo. A primeira versão do filme é com o mesmo ator que interpretou a raposa no Pequeno Príncipe (Gene Wilder), ou seja, o personagem ficou muito bom. A segunda versão também ficou boa, vale a pena!

Pra conhecer um pouco mais sobre esse alimento saborosíssimo, fui atrás de algumas informações… a quem interessar, elas estão abaixo!

chocolate

A história do cacau e, conseqüentemente, do chocolate, tem sua origem bastante remota e não se pode determinar quem o descobriu ou utilizou pela primeira vez. O pouco que se sabe está envolto pela mitologia. Conta uma lenda asteca que Quetzalcoatl, deus da lua, roubou uma árvore de cacau da terra dos filhos do sol, para presentear seus amigos, os homens, com aquela delícia dos deuses. Essa lenda deve ter influenciado Carlos Linnaeus, botânico sueco, que classificou a planta, denominando-a Theobroma cacao do grego Theo (Deus) e broma (alimento). Apesar de tudo, tem-se certeza de um ponto: o cacau é originário das regiões tropicais das Américas do Sul e Central.

Quando os espanhóis, sob o comando de Fernando Cortez, iniciaram a conquista do México, em 1519, notaram que os nativos ofereciam aos deuses, estranhos tabletes escuros. Ficaram intrigados, mas logo descobriram sua origem: eram feitos dos frutos do cacaueiro, uma árvore quase sagrada para os índios. Os astecas chamavam de cacahuatl o fruto da árvore e de tchocolath a bebida fria e espumante, preparada por eles. Foi, aliás, com uma taça dessa bebida que o imperador Montezuma recebeu Cortez pela primeira vez, em sinal de boas-vindas e de consideração.

No começo, entretanto, os espanhóis não apreciaram o chocolate. Cortez teve que lhes impor seu uso, pois, como escreveu ao imperador Carlos V, “uma taça da preciosa bebida permitia aos homens caminhar um dia inteiro sem necessidade de outros alimentos”. “Pelas virtudes maravilhosas” e uso cada vez mais difundido, o cacau acabou se transformando em moeda. Dez favas valiam um coelho. E por 100 favas de primeira qualidade adquiria-se uma escrava.

A partir de 1520, a Espanha começou a receber as primeiras remessas de cacau. Foi nesse país que surgiram as primeiras indústrias chocolateiras, no fim do século XVI. Em 1659, Luiz XV concedeu a David Chaliou, oficial da rainha, o privilégio de “fabricar e vender, por 19 anos, uma composição que se chamava chocolate”. Nascia, assim, a primeira fábrica francesa de chocolate.

Na Suíça, a indústria do leite condensado daria impulso novo à do chocolate. Em 1870, em Vevey, o laboratório de Henri Nestlé ganhou um vizinho, Daniel Peter, que ali se instalara com uma pequena fábrica de chocolate. A recente descoberta de Henri Nestlé – que associara leite à farinha – deu a Peter a idéia de juntar leite ao chocolate que, até então, se compunha unicamente de cacau e açúcar.

O chocolate tornou-se alimento de primeira necessidade e fazendo parte da ração de emergência dos soldados nas Primeira e Segunda guerras mundiais, denominada ração “D”.

http://www.abicab.org.br/index_home.htm

 

O chocolate induz uma sensação de prazer que pode ser explicada pelas suas propriedades químicas. Acredita-se que o elevado conteúdo de estearatos da manteiga de cacau, um ingrediente essencial do chocolate, é responsável pela forma como se derrete e pela sua estabilidade. A manteiga de cacau contém entre 30% e 37% de estearatos na sua composição lipídica. Como conseqüência, permanece sólida à temperatura ambiente, mas, quando consumida, o seu conteúdo em gordura absorve o calor da boca e derrete à temperatura corporal, produzindo o efeito ‘derrete-se na boca’.

Desde sempre se sugere que o chocolate possua propriedades afrodisíacas: os Astecas pensavam que dava vigor aos homens e desinibia as mulheres. Na verdade, existe no chocolate um composto químico, designado triptofano, que é usado pelo cérebro para produzir serotonina, um neurotransmissor que induz sensações de prazer. No entanto, a presença do triptofano no chocolate é em pequena quantidade, pelo que a hipótese de o chocolate provocar um aumento da produção de serotonina é ainda controversa.

A feniletilalanina, que promove sentimentos de atração, excitação, tonturas e apreensão, também foi identificada no chocolate, mas, uma vez mais, a sua baixa concentração pode ser insuficiente para produzir os efeitos tipicamente associados a este composto.

http://www.scienceinschool.org/2006/issue2/chocchemistry/portuguese

 

O chocolate é um alimento popular que tem conhecido diversas formas de apresentação. Pode ser bebido (chocolate em pó) com leite, ou em tabletes. Neste caso é apresentado em muitas versões: ao leite, branco, meio amargo, com amêndoas ou avelãs, com ou sem recheio, etc., variando em função do acréscimo em partes diferentes de seus componentes individuais e assim, varia também seu valor calórico, que em qualquer dos casos é elevado.

  • O chocolate amargo é feito com os grãos de cacau torrados sem adição de leite, e algumas versões permitem a sua utilização como base para sobremesas, bolos e bolachas.
  • O chocolate preto deve usar um mínimo de 35% de cacau, segundo as normas européias.
  • O chocolate ao leite leva na sua confecção leite ou leite em pó. As normas européias estabelecem um mínimo de 25% de cacau.
  • A couverture é o chocolate rico em manteiga de cacau, utilizados pelos profissionais chocolateiros, com mais de 70% de cacau, e gordura de cerca de 40%.
  • O chocolate branco é feito com manteiga de cacau, leite, açúcar e lecitina, podendo ser acrescentados aromas como o de baunilha. Inventado na Suíça após a I Guerra Mundial, só foi divulgado nos anos 80 do século XX pela Nestlé.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Chocolate


A boa notícia é que chocolate faz bem ao coração, melhor ainda se for chocolate orgânico.Um estudo apresentado em Amsterdã, na Holanda, durante um congresso da Sociedade Européia de Cardiologia concluiu que o chocolate é o mais novo aliado do coração. Substâncias presentes no cacau, os flavonóides, ajudam a combater a oxidação da circulação sanguínea, melhorando assim a saúde das artérias e do coração. Os flavonóides são encontrados também em vários tipos de frutas, mas estudos recentes mostram que o cacau está entre suas fontes mais ricas. Assim, um chocolate de boa qualidade apresenta capacidade antioxidante três vezes maior que a do alho e dos morangos.

http://www.planetaorganico.com.br/saudchoco.htm

Anúncios

10 Respostas to “Chocolate”

  1. Rodrigo Figueiredo 18/05/2007 às 16:32 #

    Eu amo chocolate!
    De qualquer tipo! De qualquer jeito!
    Adoro chocolate mesmo! Sou louco por chocolate!

    E eu não sei?? 😉

    Chocolate é a melhor coisa do mundo!

    Você está certo disto? rs…

    Tudo bem que chocolate com mais de 70% de cacau é meio assim!
    Mas ainda assim é chocolate!

    É vero… embora meio amarguinho…

  2. Jô Beckman 18/05/2007 às 18:58 #

    é interessante a historia do chocolate e todas as suas funções, eu gosto de chocolate, não nego. Mas não faço muita questão de comer não…devo comer um a cada dois meses e olhe lá hehehe
    beijos

    Putz! Você ganhou! Um a cada dois meses… não preciso comer chocolate todo dia, mas um a cada dois meses acho que não daria…

  3. Cily 18/05/2007 às 22:53 #

    Ai, chocolate!
    Hoje tirei do armário a minha barra de 1kg (hehehhehehe). A sorte é que eu consigo controlar e não como tudo de uma vez!
    Muito legal toda a história.
    Bjos!!!

    Você guarda barras de um quilo?? Afffffff… Ainda bem que vc não come tdo de uma vez! 🙂

  4. Fefa 19/05/2007 às 13:06 #

    Adorei o novo Layout, Má!

    Brigadim, Fefa!

    Sou suspeita para falar em chocolate, eu AMO, mas não como qualquer um e acho delicioso não. Pra mim tem que ser bom, ter gosto de chocolate mesmo. Os hidrogenados passam longe, detesto!

    É isso aí, Fefa!

    Mas o tal chocolate é bom para todas as horas, sejam elas quais forem. Acompanhado de um bom café então, maravilha!
    Beijão, Má!

    Nem me fale! Bjão!

  5. Trotta 19/05/2007 às 14:17 #

    Eu pensei que vc tava falando do filme CHOCOLATE mesmo! Hehehe!

    Mas esse filme já saiu faz um tempo, não faz?

    Gostei do novo template, hein!

    Brigadim! 😉

  6. Lari 20/05/2007 às 23:59 #

    Sou chocólatra!! ai que vício!
    E como um dia sim, um dia não. O problema é o peso…

    Nem me fale, nem me fale…

  7. claudia lyra 21/05/2007 às 0:38 #

    O blog tá lindo!!!

    Brigadim!!

    Ai, ai, que eu amo chocolate!

    Eu também!

  8. neutron 21/05/2007 às 14:38 #

    Caraca, que nesse frio não tem um que resista ao chocolate, né não?

    No frio parece que a vontade aumenta, né?!

    Tô pensando naquele de leite condensado, hmmm, hehehe 😛

    Hummm… meu preferido atualmente é o ao leite com pedaços de cacau, da Nestlé…

    E o template tá muito legal mesmo! Gostei! 🙂

    Muito obrigada!

  9. Ricky 21/05/2007 às 15:15 #

    1) Quase que eu sai do site pq não identifiquei o layout. Tá LINDO! Tua cara!

    Hehehe… brigadão! Lembra-se da minha proposta na pastinha Templates? Aquela que você disse que também seguiria? Então, a mudança é obra da proposta! 😉

    2) Chocolate puro é tudo de bom! Melhor que isso só alguns doces como por exemplo Torta de Limão, Torta de Abacaxi com Coco, Pavê de nozes, Pavê de Sonho de Valsa!

    Não sei, viu? Chocolate e Torta de Limão são um páreo duro pra mim!

    Beijos!

    Beijão!

  10. evelin siqueira 15/07/2007 às 23:47 #

    olá!!!!!
    trabalho na empresa garoto, e achei interessante seu site!!!!!
    pesquiso ocacau há algum tempo pois sou estudante de nutriçao!
    parabéns, é bem explicativo!!!!
    até mais

    Olha só… que legal! Fico feliz que você tenha gostado! Obrigada pela visita e volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: