Patch Adams

5 abr

Update: A quem interessar, aí vai o site do Instituto criado por Patch Adams:
http://www.patchadams.org/home.htm

————————————————————-

Hunter “Patch” Adams é um médico norte-americano famoso por sua metodologia inusitada no tratamento a enfermos.

Aos 16 anos de idade, após perder um tio e ter sido deixado pela namorada, vivenciou uma grave crise depressiva e foi internado numa clínica psiquiátrica. Lá chega à conclusão que cuidar do próximo é a melhor forma de esquecer os próprios problemas e, melhor ainda, se isto for feito com muito bom humor e principalmente amor. Dois anos depois, ingressa na faculdade de medicina da Virginia, onde torna-se conhecido pela sua conduta excessivamente feliz e apaixonada pelos pacientes. Ao término da faculdade , em 1972, funda o instituto gesundheit. Em 1980 adquire 317 acres de terra montanhosa em West Virgínia para a implementação física do instituto, o qual presta assistência sem nenhum tipo de cobrança financeira.

Atualmente Patch e sua trupe de palhaços viajam pelo mundo para áreas críticas em situação de guerra, pobreza e epidemia, espalhando alegria, o que é uma excelente forma de prevenir e tratar muitas doenças. Além de médico, humorista, humanista e intelectual, Patch é também um ativista em busca da paz mundial. Segundo ele, seu intuito não é apenas mudar, através do humor, a forma como a medicina é praticada hoje. Patch traz uma mensagem de amor ao próximo que, se praticada por todos nós, certamente irá mudar o mundo para melhor.

Patch Adams também é autor de dois livros: “House Calls: how we can heal the world a visit at time” e “Gesundheit!: Good Health is a Laughter Matter ”. Este último inspirou o filme “Patch Adams – O Amor é contagioso”(1998), baseado na história de Patch e tendo Robin Williams como seu intérprete.

 

patch adams

 

O filme nos mostra um estudante de medicina, que como milhares de outros acaba de entrar na universidade, e procura em seus professores a resposta para suas várias dúvidas a respeito da formação profissional, seu nome é Patch Adams (vivido por Robin Williams que tem, mais uma vez, a capacidade de nos fazer rir e chorar).

A observação dos mestres em ação, de suas atitudes, e principalmente da forma como eles se relacionam com seus pacientes desperta em Patch a consciência de que aos tratamentos médicos falta um quesito fundamental, a humanidade, entendida como respeito, apreço, consideração, estima e calor humano da parte dos médicos em relação a seus pacientes (e, mesmo, em termos da forma como interagem com as enfermeiras).

Como fazer com que o pedestal que separa médicos e pessoas em tratamento seja destruído? De que forma podemos tornar mais humanos nossos especialistas em saúde para que eles consigam com atitudes e presença ajudar a reverter por completo o drama de muitos de seus pacientes?

O brilhantismo de Patch permitiu a ele criar um movimento que, depois, acabou por se espalhar por todo o território norte-americano e, posteriormente, para várias regiões desse vasto mundo em que vivemos (inclusive o Brasil), chamado “doutores da alegria”, que consiste na visita aos enfermos por parte de médicos treinados para fazer rir, para tirar de dentro dos doentes uma força adicional, para buscar em cada um deles uma energia extra que permita-lhes ficar um pouco mais fortes e combater com mais ênfase suas doenças.

O filme nos provoca e estimula no sentido de fazer com que nos mobilizemos em favor de uma atitude mais respeitosa em relação aos outros, desperta a solidariedade numa época em que se fala tanto em ajudar as pessoas que precisam, incentiva os jovens (não só eles, nós também) a partir de um exemplo vitorioso e real (o filme baseia-se em fatos verídicos, o que aumenta sua credibilidade junto ao público) a participar de ações voluntárias e, nos mostra que precisamos dos outros, que não podemos nos isolar, que devemos estender a mão na direção dos demais seres humanos pois também contamos com seu auxílio. Um grande exemplo!

Ficha Técnica
Patch Adams – O amor é contagioso
País/Ano de produção: EUA, 1998
Duração/Gênero: 115 min., drama
Direção de Tom Shadyac Roteiro de Steve Oedekerk
Elenco: Robin Williams, Daniel London, Monica Potter, Philip Seymour Hoffman.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Patch_Adams
http://www.planetaeducacao.com.br/novo/artigo.asp?artigo=79

————————————-

Adoro esse filme! Sempre me emociona!

Me leva a refletir sobre o assunto… em qualquer relação: seja pai e filho, professor e aluno, profissional da saúde e paciente.

Volta e meia aparecem alguns pacientes no Setor de Fono do Hospital São Paulo que reclamam de algum atendimento, seja médico ou fonoaudiológico. Essas pessoas que se julgam superiores por seu conhecimento específico se esquecem de que são iguais à quaisquer outras pessoas, com os mesmos direitos e deveres.

Hoje teve um evento no Hospital: um “abraço” coletivo em torno do HSP em prol da humanização do ambiente e das relações humanas. Foi muito bom ver médicos, enfermeiros, fonoaudiólogos, alunos, pacientes, professores… todos dando-se as mãos e circundando o hospital. Espero que o gesto reflita, sinceramente, o interior dessas pessoas. E que tal pensamento se propague cada vez mais.

PS: Tenho um grande sonho de fazer parte dos “doutores da alegria”. E ainda farei!

Anúncios

16 Respostas to “Patch Adams”

  1. Rodrigo Figueiredo 05/04/2007 às 19:31 #

    acho só phoda a dedicação de tempo a isso de Doutor da alegria…

    Aqui no Brasil, tem como você ser doutor da alegria apenas por um período de um dia… dá pra fazer com que não tome muito tempo! 😉

    A melhor parte do filme é uma! Ele ajudando o cara a vencer os esquilos do mal e ir ao banheiro!

    hehehe… hilariante, com certeza!

  2. Trotta 06/04/2007 às 14:30 #

    Eu também tenho essa vontade, mas me falta coragem! Não deve ser nada fácil buscar forças dentro de si para fazer rir, diante da imagem de um doente terminal. Além disso, eu também nem fui um palhaço muito bom quando tive a chance no palco, hehehe! É preciso ser realmente engraçado!

    Será? Que realmente não é fácil tudo bem, mas acho que você conseguiria sim!

    Esse filme é muito bonito mesmo. A cena em que ele realiza o sonho da senhora em nadar em uma piscina de macarrão… nossa, sempre me faz chorar.

    Ai, adoro todas as cenas!

    O meu sonho é conhecer esse tal instituto do Patch, que funciona até hoje nos EUA… e lá conhecer o próprio Patch em pessoa.

    Ele veio para São Paulo, o ano passado, dar uma palestra… mas eu não tinha dimdim e não fui 😦 Também gostaria de conhecer a ele e a seu instituto! Quando iremos?

  3. Fefa 06/04/2007 às 16:12 #

    Eu acho que existem muitas formas de “Doutores da Alegria”. Não precisa ser exatamente palhaço para levar diversão e um pouco de conforto para crianças, adultos, velhos doentes.

    Sim sim

    Eu também tenho muita vontade de ajudar de alguma forma.
    Uma vez por mês, que fosse, já é válido.

    Com certeza!

    A gente poderia se juntar, escolher uma instituição e ir uma vez por mês. Seria muito bom!

    Mas acho que o mais legal seria nos juntarmos a pessoas que já realizam tal trabalho, para termos uma noção de como fazer-ser.

  4. Mamy 06/04/2007 às 18:05 #

    Esse filme é lindo! E a história de vida e dedicação desse homem é mais ainda. Todo profissional, principalmente o que tem contato direto com as pessoas, precisam se espelhar nele.

    Com certeza, Cláu! Pena que isso não aconteça!

  5. Cily 07/04/2007 às 20:46 #

    Sou apaixonada pelo filme! Muito lindo!

    Me deixa feliz saber que você gostaria de participar de um projeto bonito como esse.

    Bjo!

    Ai, desde que vi o filme me encantei com essa possibilidade de ajudar as pessoas levando um pouco de alegria… ainda realizarei o sonho!

  6. policarpe 08/04/2007 às 17:34 #

    olá!!
    Poxa eu tenho ótimas referências do filme mas ainda não assisti!!sempre há um empecilho e eu nunca assista.Mas parece ser ótimo mesmo….
    Espero que vc ainda seja uma “doutora da alegria”
    abraços

    Assista!! Vale a pena!!! Abraço!

  7. neutron 09/04/2007 às 13:39 #

    A parte que eu mais gosto é a da velhinha nadando na piscina de macarrão, hehe… achei tão legal fazerem isso por ela 😉

    risos… legal sim… às vezes penso é no macarrão disperdiçado, mas foi por uma boa causa!

  8. jujubinhas 10/04/2007 às 12:51 #

    Má, eu também curto esse filme pra caramba! E também tenho vontade de ser uma “doutora da alegria”, sabia? Pois é… Vc fez com que todos os leitores aflorassem suas vontades com um simples post!!!

    Acho que eu não fiz nada… o filme e a vida desse cara fazem tudo!

    Esse abraço simbólico é muito muito interessante mesmo! Acho legal que vc leve isso a sério, pois fico extremamente decepcionada quando vejo pessoas que ficam o tempo todo criticando ações como essas…

    Pois é… foi bem legal o abraço! E parece que essa semana vão rolar palestras e afins sobre o tema Humanização.

    Enfim!
    Beijinhos Máaa!!!

    Beijão, Ju!

  9. ana p. 11/04/2007 às 23:54 #

    Bom, nesse ponto eu sou tão contraditória (com relação ao filme, claro). Perceba, eu adorooooooooo esse filme, choro rios de lágrimas toda vez que eu assisto… daí que eu sou viciada num seriado chamado “House”, não sei se vc já ouviu falar, mas que é totalmente o inverso do que o Patch Adams é. Incrível! Mas eu adoro os dois!

    Não conheço esse seriado não… nem faço idéia de como ele seja… só já ouvi falar, acho que no seu blog mesmo!

    Anyway, aos comentários: eu sou fã do trabalho dos doutores da alegria, nossa, admiro por demais a iniciativa deles. Nunca tive sonho como o teu, de entrar pra trupe, mas sempre colaboro com eles da forma que eu posso… Eles e os Mensageiros da Alegria, que é basicamente o mesmo tipo de trabalho.

    E isso é o que vale! Ajudar de alguma forma!

    Tenho um defeito gigantesco dentro de mim que é me achar incapaz de mudar o mundo. Ainda estou trabalhando pra mudar essa idéia.. enfim… vamos ver!

    Ah, se cada um fizesse a sua parte, já seria muita coisa! 😉

    PS: Espero que um dia eu possa ver o seu trabalho como doutora da alegria, mocinha!

    EEEEEE!!! Tomara!

  10. arlete abreu 26/08/2007 às 20:22 #

    bom adorei os comentarios sobre o filme mais gostaria que vc falace um pouquinho dos mensageiros da alegria

    Ainda não tenho conhecimento sobre os mensageiros da alegria, pois ainda não sou uma… mas ainda pretendo ser! Obrigada pela visita e volte sempre!

  11. Vivyane 11/09/2007 às 8:30 #

    O trabalho de Patch Adams, é um dos trabalhos mais bonitos que eu já vi….
    O filme é lindo….
    e acabei me interessando pela sua história….

    Com certeza, é contagiante! Obrigada pela visita e volte sempre!

  12. Claudia Izabel Borges Yamamoto 10/12/2007 às 8:53 #

    Eu sou apaixonada pelos doutores da alegria, hoje tento 30 anos e meu maior sonho é fazer teatro e fazer parte desse grupo tão maravilhoso… Amo muito voces DOUTORES DA ALEGRIA. PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!
    Claudia

    Ainda não sou uma! Mas vontade é o que não falta! Obrigada pela visita e volte sempre!

  13. Alexandra 18/01/2009 às 0:02 #

    Este flme me incentiva a ser um alguém melhor sou profissional da saúde e busco uma graduação em medicina para um dia poder ser uma Pach Adams , quero muito fazer parte dos doutores da alegria não sei como mas se algum desta equipe ler esta mensagem e houver espaça para mais um nesta equipe aguardo contatos.Acredito que não devemos apenas viver no mundo mas fazer historia nele .

    É isso aí! Boa sorte, Alexandra!

  14. margarida 14/04/2011 às 8:07 #

    ola estou fazendo um trabalho de etica e piscologia e preciso achar as infraçoes que pacht adams cometeu no filme,mais fico tão emocionada que nao consigo achar!!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Patch Adams II « Publicações - Vol. 3 - 06/09/2007

    […] Sim, conheci Patch Adams, o verdadeiro, o original. O médico que ficou mundialmente conhecido pelo filme homônimo, na pele de Robin Willians (para mais informações sobre o filme, clique aqui). […]

  2. Momento Vídeo Google - Patch Adams « Publicações - Vol. 3 - 18/11/2007

    […] tempo, sabe que sou louca pelo Patch Adams. Quem não acompanha, pode verificar a informação aqui e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: