O mundo é uma bolinha… de laranja!

16 mar

Acho muito engraçadas as coincidências da vida… Mas, como se diz, coincidências não existem (tem até um livro que li há tempos que fala um pouco disso, do Paulo Coelho – sei que não é um grande escritor, mas… – que se chama “Na margem do Rio Pietra eu sentei e chorei”, a quem interessar).

Difícil separar destino e coincidência… porque, se não existe coincidência, então é como dizer que aquilo estava predestinado; mas, se não existe destino, aquilo foi uma coincidência.

Não acredito nem em destino, nem em coincidência. Gosto de pensar que os fatos acontecem por sintonias mentais. Mentes, idéias, sentimentos… tudo tem uma vibração de energia. Tais vibrações, quando comuns, tendem a se encontrar, se aproximar. O poder da mente é muito forte.

Um PS: Para quem não viu, tem dois vídeos no blog do que tratam disso. Um é O que sabemos sobre nós?, e o outro é Sete Minutos de Sabedoria. Vale a pena conferir!

Bom, mas todo esse rodeio é pra quê mesmo?

É pra contar um fato curioso, que aconteceu lá no meu curso de especialização. Vamos lá. No curso, somos em 15 meninas, das quais, cinco se formaram comigo. Restando então dez meninas, que vieram de vários cantos do país: Manaus, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul… enfim, cada uma de um canto.

Nas primeiras aulas, a turma se apresenta, diz de onde veio… surgem as conversas paralelas… e olha só o que descubro:

1. Tem uma menina, que me parece ser um amor de pessoa, que se formou na Unicamp o ano passado. Para quem não se lembra, ou não viu o post, eu passei no vesibular da Unicamp há cinco anos. Poderia tê-la conhecido há anos atrás. Descobri ainda que outra amiga minha, a Habiba, que fez facul comigo, também havia passado na Unicamp e chegou a fazer uma semana do curso lá. Nessa uma semana, ambas fizeram amizade e ainda mantêm contato. Sou amiga da Habiba desde o primeiro ano e gostei de cara dessa nova amiga de Campinas; coincidência? destinadas a se conhecerem?

2. Outra menina do mesmo curso é de Santa Rita do Sapucaí, em Minas. Falei pra ela que achava já tê-la visto em algum lugar. Disse que fui em Santa Rita há algum tempo para a formatura de um amigo, que namorava a Biah, uma menina de lá. Conversa vai e vem, e essa menina diz “Ah, a Biah de Mococa? Claro que conheço! Blábláblá…”. Ainda não sei se realmente a vi lá, ou em alguma foto, mas… Outra coincidência?

3. Outra menina, do curso, é de Campo Grande. Falei pra ela que tenho um super amigo de lá e tals. Ela disse ser bem provável que o pai dela conheça o pai desse amigo, visto que ambos são políticos. Mais uma?

4. Duas meninas vieram da Unesp, em Marília. Falei a elas que tenho uma amiga que se formou um ano antes delas, a Camila. Elas disseram que adoram a Camila, que talvez morassem com ela esse ano e tal… Outra?

Bom… tudo bem que somos todas recém-formadas procurando se especializar. E que faculdades com nome de peso são poucas. Mas não acho que seja obra do acaso. Acho que são mentes vibrando na mesma sintonia.

O mundo é, realmente uma bola, pequenina, uma bolinha… “uma bolinha de laranja”, como disse o meu gatinho! 😉

Anúncios

12 Respostas to “O mundo é uma bolinha… de laranja!”

  1. Rodrigo 16/03/2007 às 23:26 #

    laranja…
    Cheia de marcas na superficie…
    Gomos no meio…
    E gira como uma roda girante tb!
    😉

    hehehe… Gostei do coment! Bonitim! Beijão!

  2. Fefa 16/03/2007 às 23:33 #

    “Nada acontece por acaso”. Essa é uma das minhas frases preferidas.
    Eu acho que Deus coloca as pessoas nas nossas vidas, no momento certo, por um motivo que, talvez, só ele saiba.

    E tem essa coisa de mentes vibrando em uma mesma sitonia, é muito legal isso.

    É realmente um mistério essas “coincidências”, não?!

    Gostei, Má! Legal é saber que você está dando continuidade aos estudos com pessoas próximas de alguma forma.

    E que seja o começo, ou a continuação, de uma carreira muito feliz.

    Beijos!

    Brigadim! Beijão!

  3. Fefa 16/03/2007 às 23:34 #

    Opa…esqueci de dizer uma coisa: minha prima costuma dizer que o mundo é uma ervilha! Acho ótimo isso!

    risos… uma ervilha é realmente um bom tamanho para o mundo! Gostei! 😉

  4. Jô Beckman 17/03/2007 às 12:41 #

    destino e coincidência, acaso…vai saber…
    Também estudei em campinas…entrei p/ PUC em 2000.
    Poderiamos ter nos conhecido. Quem sabe não nos vimos em alguma festa em barão geraldo ou no forró universitário?? hahahah
    Bons tempos!

    Mas, olha, eu passei na Unicamp, mas não fiz faculdade lá não, fiz na Unifesp, aqui em Sampa. Então, acho que não teríamos nos conhecido não…. Mas nos conhecemos agora, e é o que importa!.rs… abraços e obrigada pelo coment!

  5. Trotta 17/03/2007 às 18:30 #

    Eu prefiro que o meu mundo seja sabor morango, por favor!

    Pedido anotado!

    Mas olha, eu adoro essas coincidências. E também não acho que seja tão obras do acaso assim!

    Só que eu queria perguntar uma coisa: Por quê vc sempre risca os parêntesis? E por que sempre aparece um parêntesis rabiscado, em todos os seus posts? Coincidência?

    hehehe… Olha, geralmente eu faço isso quando ou é umas palavra errada, ou algo desnecessário, ou algo do tipo, sacou?

    Abraço!

    Abração, Trotta!

  6. Marília 18/03/2007 às 14:23 #

    Ah, esqueci de dizer que tem um outro livro que também retrata o assunto, só não me lembro do autor. Chama-se “A Profecia Celestina”. 😉

  7. Mamy 18/03/2007 às 22:02 #

    O mundo é minúsculo! Pior é que a gente ainda consegue perder gente dentro dele… :-\

    É verdade, Mamy…

  8. neutron 19/03/2007 às 11:12 #

    Eu penso mais ou menos assim, também. O que me dizem e eu sempre acho que faz sentido é: “o mundo dá muitas voltas, e a gente acaba se encontrando”

    🙂

    Verdade!

    Tem um outro também, mais verdadeiro impossível: “o mundo dá muitas voltas, deve ser por isso que o ser humano é tão tonto…”
    hahahaha 😛

    :**

    kkkkkkkkkkkkkkk… ô judiação, hein?! socorro!

  9. neutron 19/03/2007 às 11:21 #

    ps: eu já li Paulo Coelho, também. Li “o Alquimista” em 2000, e achei muito bom! (aff.. hehehe)

    Ainda não li “O Alquimista”, mas ainda pretendo ler!

  10. jefferson p. 19/03/2007 às 19:54 #

    … Uma laranja mecânica… rsrsr

    hehehe…

    Ótimo texto! Parabéns!
    BJo grande!

    Obrigada! 😉 Abração!

  11. Fernanda Senna 21/03/2007 às 16:36 #

    Má, entendeu o nome do meu blog?
    Mundo quitinete… Porque só tendo esse tamanho mesmo pra aceitar as “coincidências”!

    Olha, que não tinha parado pra pensar no nome do seu blog também… tantas coisas me passam despercebidas…

    O Ivan acredita em destino… Eu, sei lá!
    Acredito que o mundo é bem grande, mas cabe dentro e nós mesmos!
    Beijo da Fê.

    Vai saber quem está certo, e se existe certo e errado… Beijão, Fer! 😉

  12. tamia 10/05/2007 às 13:53 #

    ehehe… Uns de tão longe mas tão perto.

    Já tive coincidências dessas, uma na semana passada.

    Quanto ao meu texto… eu sei que o que tiver de acontecer acontecerá, eventualmente, mas esta história do olha e não olha, do quer falar e não consegue… ai ai…

    Beijinhos

    rs… concordo que realmente é difícil… 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: