Pais e Filhos, Um Eterno Conflito (11/02/1998)

2 mar

Instruções: Escrever sobre o conflito de gerações.

A sociedade está atravessando uma fase de mudanças bruscas, em todos os sentidos: o ar é mais poluído, as pessoas vivem mais apressadas, os avanços tecnológicos chegam a derrubar tabus e, o mais interessante é que o lado psíquico do ser humano também sofreu (e sofre) modificações.

Quem vive neste mundo, principalmente nos dias de hoje, deve sempre estar predisposto a se adaptar às mudanças _ que são inúmeras.

Os avanços tecnológicos levam a sociedade a refletir sobre antigos hábitos e valores e a discernir entre o que já está defasado e o que ainda pode ser reaproveitado.

Os valores não são mais os mesmos; o mundo não é mais o mesmo. São poucas as coisas que permanecem; dentre elas está o conflito de gerações.

Entre pais e filhos sempre houve a discórdia; pois os pais transmitem aos filhos a educação que receberam, por sua vez, de seus pais. Porém, às vezes, se esquecem de que seus filhos vivem em outra época e que esta difere da sua.

É muito comum ouvir nossos avós, que já estão aqui há duas gerações, dizerem que o mundo está perdido ou que as pessoas não têm mais pudor. Um exemplo disso é o tamanho dos biquínis atuais em contrapartida com as roupas de banho de antigamente.

Isso acontece porque as pessoas, mesmo sem perceber, mudam constantemente sua maneira de pensar em relação a certos assuntos. As pessoas vão ficando cada vez mais suscetíveis às mudanças.

Um filho irá sempre querer mais liberdade do que seus pais lhe oferecem no momento; irá sempre defender seus pontos de vista (muitas vezes contraditórios aos dos pais) _ como sempre ocorreu.

A diferença é que, ontem, nossos pais lutaram por coisas que, hoje, são cotidianas para nós.

Cada geração nova lutará por valores que antecederão aos valores cotidianos da geração seguinte _ enquanto houver pais e filhos.
——————
Comentários

E lembrem-se:As drogas fazem vcs virarem seus pais!!!
Rodrigo Figueiredo | http://rodrigo-fig.blog.uol.com.br | 04/03/2005 10:17
Resposta: E viva Renato Russo!

Sempre foi assim, sempre será….
Patty | 02/03/2005 01:10

Anúncios

Uma resposta to “Pais e Filhos, Um Eterno Conflito (11/02/1998)”

  1. Veronica Mattos 08/08/2009 às 0:11 #

    o que mais fico impressionada é como falta respeito dos filhos atuais para com os pais. Vejo que tudo isto passa pelo processo de educação. É impressionante como hoje o processo de educaçao passa longe de uma geração que nem estão ai para saber o que respeito aos mais velhos, conduta, éitca, etc…A sociedade exije mudanças imediatas para podermos desfrutar de uma sociedade masi justa.

    enf. Veronica Mattos

    A educação deve ser passada de pai para filho. Se há jovens sem educação creio ser por culpa dos pais, que não foram capazes de educá-los.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: