A Solidão de Escrever (22/04/1997)

16 fev

“Toda palavra é adâmica:

Nomeia o homem,

Que nomeia o objeto.”

(Murilo Mendes)

adâmico: adão (origem – original); toda palavra é original.

Instrução: Escrever uma poesia sobre o ato de escrever.

O ato de escrever

Me dá um prazer

Tão grande, tão grande

Que nem o sei descrever.

O ato de escrever

Me faz pensar, me faz viver.

Me faz deitar no papel

A experiência do meu sofrer.

Quando escrevo

A solidão se apodera do meu ser

E domina a minha alma

Como uma manhã a florescer.

Quando escrevo

Só vão para o papel

A minha alma, o meu pensar.

O ato de escrever é extremamente possessivo.

Onde sou como pássaros livres no céu

_ o que me torna muito intuitivo.

Escrever é viver,

É sonhar…

É se revelar…

… e amar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: